Após briga por jogadores e torcida, Derby, enfim, acontece no Palestra

O Derby que ocorre nos bastidores desde o fim do ano passado, enfim, chega ao campo. Palmeiras e Corinthians duelaram pela contratação de jogadores e, na última semana, sobre a presença de suas torcidas no jogo. Às 17 horas (de Brasília) deste domingo, a rivalidade passa a valer dentro do gramado do Palestra Itália, pela terceira rodada do Campeonato Paulista.

O Verdão já ganhou do rival ao contratar os atacantes Leandro Pereira e Dudu, que chegaram a ser considerados como atletas do Timão e, neste fim de semana, serão titulares vestindo alviverde. No estádio, ocorreu outra vitória do presidente Paulo Nobre, que sempre defendeu e terá torcida única no confronto mais esperado do futebol paulista.

Mas o Corinthians chega ao Derby, na parte que realmente interessa, dentro de campo, bastante motivado. O time vem de goleada sobre o Once Caldas que encaminhou a vaga do clube para a fase de grupos da Libertadores. Mesmo assim, Tite vai mesclar titulares e reservas para o primeiro clássico da temporada, pensando no jogo de volta, na Colômbia.

Divulgação/Agência Corinthians

Preocupado com o Once Caldas, Tite escalou Mendoza e outros reservas (foto: Daniel Augusto Jr.)

“Estão colocando como se tivéssemos passado, mas não sou eu. São 180 minutos”, argumentou Tite, diminuindo seu poder na opção por quem entrará em campo. “O planejamento é feito em conjunto com a diretoria. Não é a vontade do técnico, ele não é maior do que o clube.”

Sejam quais forem os escolhidos, a equipe alvinegra conta com longos tabus. Não perde um Derby desde 2011 e, especificamente em partidas pelo Paulista, o jejum alviverde vem desde 2008. Será ainda a primeira vez desse clássico no Palestra Itália desde 1976, quando o embate ficou empatado.

“Esse tempo sem ganhar clássico é uma coisa que faz parte do passado, temos que pensar no presente. Mas, no domingo, precisamos nada mais nada menos do que quebrar esse protocolo. A expectativa desse jogo está grande, e da nossa parte estamos 100% concentrados, sabendo sua importância. Esses três pontos são de muitíssima importância porque deixamos três escaparem contra a Ponte”, disse Zé Roberto, que deve voltar à lateral esquerda e ser a única novidade na escalação.

“A maior motivação para esse clássico é saber a rivalidade entre Palmeiras e Corinthians, que existe há muitos anos em uma cidade do tamanho de São Paulo. Mexe um pouco com a cidade. Durante a semana, os torcedores ficam muito entusiasmados, há cobrança muito grande e isso tudo só motiva”, discursou.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Dudu era pretendido pelo Corinthians, mas quem acabou fechando a contratação foi o Palmeiras

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS X CORINTHIANS

Local: Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 8 de fevereiro de 2015, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Anderson Jose de Moraes Coelho (SP)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Tobio, Vitor Hugo e Zé Roberto; Renato e Gabriel; Allione, Alan Patrick e Dudu; Leandro Pereira
Técnico: Oswaldo de Oliveira

CORINTHIANS: Cássio; Edílson, Edu Dracena, Gil e Fábio Santos; Ralf, Bruno Henrique, Petros, Danilo e Mendoza; Guerrero
Técnico: Tite

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também