Com interesse chinês, Corinthians diz que só libera Jadson após Libertadores

De jogador dispensável a figura-chave do Corinthians em menos de um mês, Jadson despertou o interesse do futebol do chinês. A expectativa é pela chegada de uma proposta do Jiangsu Sainty, mas a diretoria alvinegra já avisou os representantes do meia que não vai se desfazer dele antes do fim de sua participação na Copa Libertadores.

“Adiantei que antes do término da Libertadores a gente não quer nem conversa. Vamos esperar a proposta para ver. Se a proposta for vantajosa ao clube, aí podemos ver de liberar após a Libertadores”, afirmou o presidente Roberto de Andrade.

O atleta de 31 anos tem contrato até o final da temporada com a agremiação do Parque São Jorge, que tem 30% de seus direitos econômicos. Com a multa rescisória estipulada em 5 milhões de euros (cerca de R$ 16,2 milhões), espera-se uma oferta na casa dos 4 milhões de euros (cerca de R$ 13 milhões).

“A gente não pode ficar se antecipando. Primeiro, tem que chegar um número satisfatório ao clube. Depois, o atleta tem que ver: quer jogar na China? Se a resposta for positiva, vai ter que acertar as bases salariais. Dando tudo certo, não há problema em liberá-lo”, explicou o presidente.

De qualquer maneira, reiterou Roberto, Jadson não deixará a equipe montada por Tite na tentativa de conquistar a América do Sul mais uma vez. O atleta tem se mostrado satisfeito em preto e branco, manifestando o desejo de permanecer no clube do Parque São Jorge.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Jadson vive ótimo momento em preto e branco e diz que sua ideia é permanecer no Corinthians

Gil e Luciano também podem sair
Valorizado por ótimas atuações e por convocações à Seleção Brasileira, Gil é outro com possibilidade de sair após a Copa Libertadores. O clube nega que haja negociações para sua venda, mas, em dificuldades financeiras, pode aceitar uma provável oferta do futebol alemão. A venda seria lucrativa para a agremiação, que tem 90% dos direitos econômicos do zagueiro.

Com Luciano, a situação é diferente. O atacante de 21 anos perdeu bastante espaço com a chegada de Tite e tem ficado fora até do banco de reservas. Seu empresário pressiona para a liberação para o Flamengo, e o Corinthians diz não ter recebido nenhuma proposta rubro-negra.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também