Mesmo sem Guerrero, Tite indica que Vagner Love terá de esperar sua vez

A suspensão de Guerrero por mais duas partidas da Copa Libertadores, indicou Tite, não vai apressar a estreia de Vagner Love no Corinthians. É improvável que o reforço seja escalado no clássico contra o São Paulo, na próxima quarta-feira, já pela fase de grupos da principal competição sul-americana.

Sempre metódico na integração de reforços ao time, o treinador ainda nem teve contato com o atacante. Foi na terça-feira, quando a delegação alvinegra estava na Colômbia para o confronto com o Once Caldas, que o atleta de 30 anos fez exames médicos e participou de seu primeiro treino.

Questionado sobre Love, Tite usou Malcom como exemplo. Titular com Mano Menezes no final da última temporada, o garoto começou este ano longe do Corinthians, defendendo a Seleção Brasileira sub-20. Integrado nesta semana, não ficou nem no banco em Manizales, na última quarta.

“Eu não tenho informação e não tive contato com o Vagner. Tive o primeiro contato com o Malcom. Como o Mendoza teve um grande jogo contra o Palmeiras, a opção foi levá-lo para o banco. Disse para o Malcom que ele iniciaria a temporada como titular se estivesse com a gente”, comentou.

AFP

Titular contra o Once Caldas, Danilo será provavelmente escalado contra o São Paulo

O mais provável é que Danilo seja novamente utilizado no papel de pivô no Majestoso da próxima quarta. Foi o meio-campista o escolhido para substituir Guerrero no primeiro dos três jogos de suspensão do peruano – expulso no duelo de ida com o Once Caldas, em Itaquera, por atingir o rosto de Camilo Pérez.

Tite disse que chegou a estudar a possibilidade de escalar Luciano, por sua velocidade e capacidade de conclusão. Acabou escolhendo Danilo pela habilidade para jogar de costas para o gol. O histórico em clássicos e na Libertadores pesa a favor do atleta de 35 anos.

Seja como for, a ausência de Guerrero é sentida. “É um jogador diferente, que, para o esquema tático, faz uma falta absurda. É goleador, tem um poder decisivo muito grande. Certamente, vai fazer falta, mas o grupo é qualificado e o Tite deve ganhar bem para resolver essa situação”, sorriu Emerson.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também