“Palpiteiro”, Andrés espera ajudar novo diretor de futebol do Corinthians

A possibilidade de Andrés Sanchez ser anunciado como superintendente de futebol do Corinthians é uma formalidade. O ex-presidente do clube, que recusou o convite do recém-eleito Roberto de Andrade para assumir o posto de diretor de futebol, já deixou claro que dará os seus pitacos na administração.

“Sou mais um palpiteiro. Quando o presidente me chamar, estarei à disposição. Realmente, ele me chamou para ser diretor de futebol, eu não quis. Ele quer que eu fique por cima dos diretores, converse. Vamos ver o que vai acontecer, mas vou estar sempre à disposição”, afirmou o agora deputado.

“Obviamente que hoje, como deputado federal, vou ficar muito mais tempo em Brasília do que aqui, mas vou estar disponível para o que precisarem, até porque os diretores que entraram não têm muita experiência no futebol. No que precisarem, vou estar sempre ajudando”, repetiu.

Divulgação/Agência Corinthians

Andrés será figura ouvida na gestão do presidente Roberto de Andrade (foto: Daniel Augusto Jr. – 7/2/15)

A diretoria formada por Roberto de Andrade, que foi diretor de futebol na gestão Andrés, é de pessoas bem próximas ao ex-presidente. O novo responsável pelo futebol – Sergio Janikian, que tem como assistente o também novato Eduardo Ferreira – ganhou a aprovação do deputado, influente na composição do grupo diretivo.

“Primeiro, ele é corintiano. Segundo, está com o grupo desde o começo. E a gente não pode colocar só as pessoas mais antigas. Claro que tinha gente muito mais experiente e preparada para entrar no futebol, mas o Corinthians tem que renovar”, comentou o mentor da ala política que assumiu o poder no Parque São Jorge em 2007.

Um dos feitos celebrados nos últimos anos é o fim da reeleição presidencial. “Se o presidente não pode voltar, os diretores também não. Tem que mudar, fazer dirigente novo. São dois jovens que vão aprender bastante de futebol para evoluir no futuro”, concluiu Andrés.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também