Corinthians ironiza “surpresa” com suspeita sobre Carlos Amarilla

O Corinthians usou suas publicações na internet para ironizar a suspeita envolvendo sua eliminação para o Boca Juniors na Copa Libertadores de 2013. Com a imagem do árbitro paraguaio Carlos Amarilla exibindo cartão amarelo a Emerson, o clube brinca: “Surpresa, #sqn”.

O uso de “#sqn” nas redes sociais é uma versão reduzida de “só que não” e basicamente anula o que foi dito anteriormente. Assim, o que fez a agremiação na internet, repetindo manifestação do dirigente Edu Gaspar no centro de treinamento do clube, foi se mostrar pouco surpreso com a notícia.

A imagem divulgada é acompanhada de um trecho da música “Camisa Molhada”, de Carlinhos Vergueiro: “Fique de olho no apito, que o jogo é na raça uma luta se ganha no grito; e, se o juiz apelar, não deixe barato, ele é igual a você e não pode roubar”.

Reprodução

Sem surpresa com conteúdo de escuta, Corinthians pede: “Se o juiz apelar, não deixe barato”

Escutas exibidas por uma TV argentina mostram Julio Grondona, presidente por décadas da Associação do Futebol Argentino (AFA), apontando Amarilla como “o grande reforço do Boca”. O áudio tem ainda o responsável pela arbitragem da Argentina, Abnel Gnecco, gabando-se por ter conseguindo a escalação do paraguaio.

Na ocasião, após derrota por 1 a 0 na Argentina, o Corinthians empatou por 1 a 1 com o Boca no Pacaembu, reclamando muito da arbitragem. Houve dois gols alvinegros anulados e dois pênaltis não marcados para o então defensor do título, que acabou sendo eliminado nas oitavas de final.

Por enquanto, além de gracejos em redes sociais, o que o clube do Parque São Jorge fez foi dizer que acompanhará as investigações “até o fim”. A direção consulta seu departamento jurídico sobre como proceder em relação ao assunto. Amarilla negou ter favorecido os argentinos.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também