Emerson será homenageado, mas não vai jogar contra o Internacional

A última partida de Emerson com a camisa do Corinthians foi o empate por 0 a 0 com o Fluminense, no dia 24 de maio. A caminho do Flamengo, o atleta será homenageado em Itaquera no sábado e se despedirá da Fiel antes do embate com o Internacional, mas não ficará nem no banco de reservas.

“Conversamos a direção, o Emerson e eu, de forma muito clara, sem meias palavras, como se tratam as coisas no Corinthians. O Emerson é muito competitivo. Se está no banco, quer entrar. Para o Tite, não serve ter o jogador no banco e não poder usar. Ele está encaminhando a sequência profissional dele. Não veio para o treino porque está definindo sua situação com outro clube.”, afirmou Tite.

“Fica o respeito por toda a história, mas é incompatível tê-lo no jogo. É uma homenagem de que é merecedor. Tem uma história muito grande, muito bonita aqui dentro. Todas as considerações serão extremamente justas, porém sem brincar de faz de conta. Ele não fica no banco porque não tenho condição de utilizá-lo”, acrescentou o treinador.

Djalma Vassão/Gazeta Press

De saída para o Flamengo, o atacante Emerson treinou pela última vez na quinta-feira (foto: 11/6/15)

Assim, o Sheik se despede do Corinthians com 157 partidas e 26 gols marcados, dois deles históricos. O homem que colocou na rede as bolas que deram ao clube a sonhada conquista da Copa Libertadores, também ganhou em preto e branco um Campeonato Paulista, um Brasileiro, uma Recopa Sul-Americana e um Mundial.

Como não entrará mais em campo, Emerson se despediu efetivamente no mesmo jogo em que Guerrero atuou pela última vez pelo time do Parque São Jorge – perdendo um gol sem goleiro. O peruano também se transferiu para o Flamengo, mas irritou boa parte da torcida ao não cumprir sua promessa de não defender outra equipe brasileira. Ele não se despediu da torcida nem dos companheiros.

“Não acho que sejam dois pesos e duas medidas”, disse Tite, explicando por que o centroavante, autor dos gols do título mundial de 2012, não teve homenagem. “Tenho a informação de que o agente do Guerrero pediu para ele não jogar. Isso é uma in-for-ma-ção. É diferente da situação conduzida em relação ao Emerson.”

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também