Mesmo sem Ralf, Tite evita confirmar chance para novato corintiano

Marciel finalmente poderá ganhar a oportunidade de estrear como profissional do Corinthians. Não por vontade do técnico Tite. A suspensão de Ralf, a iminente transferência de Petros para o Real Betis, da Espanha, as lesões de Cristian e Bruno Henrique e a presença de Elias na Seleção Brasileira conspiram para que o volante de 20 anos seja escalado contra o Figueirense, no sábado, em Itaquera.

Mesmo com tantos problemas, Tite evitou confirmar a utilização de Marcial após a derrota por 1 a 0 para o Santos, na Vila Belmiro. “É prematuro falar sobre qualquer situação neste momento. Vamos começar a montar a equipe a partir de agora”, desconversou o comandante, nervoso com o tropeço, com as cobranças da torcida e principalmente com a reformulação forçada (em que mais perde peças do que ganha) do seu elenco.

As sucessivas saídas de jogadores em função da crise financeira enfrentada pelo Corinthians ainda não foi capaz de fazer Tite dar mais atenção aos jovens provenientes das categorias de base. O meia Matheus Cassini, por exemplo, acabou vendido ao italiano Palermo sem nem sequer ter sido utilizado pelo treinador em uma partida.

Divulgação/Agência Corinthians

Marciel aguarda ansiosamente para estrear sob o comando de Tite (foto: Daniel Augusto Jr.)

Alçado ao time profissional por Mano Menezes, o atacante Malcom também deverá ajudar Tite a lutar contra o estigma de não trabalhar com os novatos. O atleta foi vice-campeão mundial sub-20 com a Seleção Brasileira e irá se reapresentar no CT Joaquim Grava nesta semana.

Quando é contestado sobre o baixo aproveitamento da base, Tite costuma recorrer a jogadores hoje já veteranos que revelou em sua primeira passagem pelo Corinthians ou em outros clubes para se defender. O técnico acredita que é preciso ter bastante cautela para lançar os jovens, ainda mais em um momento conturbado como o que a sua equipe enfrenta.

Além dos desfalques no meio-campo, Tite não terá o lateral direito Fagner, expulso diante do Santos, contra o Figueirense. Nesse caso, não há mistério. Edílson é o substituto imediato do setor. Ele completará 29 anos no mês que vem e já está bastante rodado.

“São muitas situações. Preciso ter calma e analisar bem o jogo durante a semana e projetar a equipe. Adiantar qualquer coisa agora seria falar sem um discernimento maior”, comentou Tite, ainda comedido, porém sem titulares absolutos. “O campo irá mostrar a equipe do Corinthians.”

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também