Presidente do Timão diz que Guerrero também poderá ser homenageado

O presidente Roberto de Andrade entregou uma placa a Emerson, homenagem pelos serviços prestados ao Corinthians pelo herói da conquista da Copa Libertadores de 2012. Não teve o mesmo reconhecimento o autor do gol do título mundial daquele ano, Paolo Guerrero, algo que poderá acontecer no futuro.

“Não tivemos oportunidade ainda. Quando foi feito o desligamento, ele foi para a seleção peruana. Espero fazer o mesmo aqui. Merece do mesmo jeito”, afirmou o dirigente, mais próximo do Sheik do que de Guerrero. “O Emerson é um amigo. Tivemos uma relação de muitos anos aqui. Respeito muito.”

Os dois se transferiram para o Flamengo, mas Emerson saiu pela porta da frente, despedindo-se dos companheiros e aplaudido pela Fiel. E não ficou porque não foi interesse da diretoria. Guerrero irritou boa parte da torcida ao não cumprir a promessa, feita incontáveis vezes, de não defender outra equipe brasileira.

O peruano está no Chile, a serviço de sua seleção, disputando a Copa América. Deverá enfrentar o Corinthians pela primeira vez em 12 de julho, no Maracanã. O encontro do Flamengo com a equipe alvinegra em Itaquera, no segundo turno do Campeonato Brasileiro, está marcada para 25 de outubro.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Alguns torcedores mostram gratidão ao agora flamenguista Guerrero; outros apontam sua falta de palavra

Pagou o Pato
De acordo com Roberto de Andrade, o Corinthians pagou o que devia a Alexandre Pato, que, hoje emprestado ao rival São Paulo, pede o fim de seu contrato com o clube do Parque São Jorge. “Já esperávamos a ação do Pato. O Corinthians não deve absolutamente nada, está tudo pago. Temos como provar”, afirmou o dirigente.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também