Processo contra Sanchez e outros três corintianos chega ao STF

Futebol/Bastidores – ( – Atualizado )

São Paulo (SP)


O processo por crime contra o patrimônio e apropriação indébita previdenciária em que são investigados Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, atual mandatário do clube, André Luiz de Oliveira, vice-presidente, e Raul Corrêa da Silva, ex-diretor financeiro, chegou na terça-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O ministro Roberto Barroso foi encarregado do caso – em que Sanchez possui foro privilegiado por ser deputado federal. Ele terá a missão de analisar a queixa de sonegação de R$ 94,1 milhões em impostos (incluindo juros e correção monetária), conforme denúncia feita pelo Ministério Público Federal no ano passado.

Na época, os dirigentes acabaram inocentados porque o endividado Corinthians pagou R$ 15 milhões à vista à Receita Federal e ainda parcelou os débitos restantes em 15 anos, com parcelas mensais de aproximadamente R$ 450 mil.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Andrés Sanchez e atuais dirigentes do Corinthians agora estão na mira do Supremo Tribunal Federal

Ainda assim, Sanchez e os seus colegas responderão penalmente pelas acusações. Em caso de condenação, há o risco de até dois anos de detenção, além de multa.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também