Renato Augusto diz que Fábio Santos queria ficar e “sentiu muito” a saída

De saída para o Cruz Azul após quatro anos e meio no Corinthians, Fábio Santos não gostaria de partir. De acordo com Renato Augusto, o lateral esquerdo acabou topando com tristeza a transferência para o México em um momento de reformulação do elenco alvinegro.

“Ele sentiu muito. Eu, como amigo pessoal, sei que a vontade dele era ficar. Não foi possível devido a tudo o que aconteceu dentro do clube. Ficamos tristes com tudo, mas vida que segue. Vamos juntar os cacos”, afirmou o meia. “É um cara que todo o mundo respeita, todo o mundo tem carinho muito grande por ele. A gente fica na torcida para que possa ser feliz lá.”

Para Renato Augusto, que fez questão de elogiar o novo titular Uendel, a falta sentida pelo adeus de Fábio Santos não será meramente técnica. Um dos mais antigos jogadores do elenco, o camisa 6 exercia uma função importante no dia a dia da equipe.

“A gente perde um cara que é líder do grupo. Quando as coisas acabavam se complicando em alguns momentos, ele chamava a responsabilidade. Agora, essa liderança vai ter que ser dividida por outros jogadores. Não foi só o Fábio. Perdemos dois ídolos, como o Paolo e o Sheik. Mas não adianta ficar lamentando. Tem que dar resposta ao torcedor”, comentou o carioca.

O próprio Renato Augusto, que já é um dos capitães de Tite, terá uma carga maior a carregar. “O Tite não gosta de escolher um líder. Gosta de espalhar um pouco a responsabilidade. Temos outros líderes, como o Cássio e o Gil. Mas, claro, estou aqui para isso. Minha responsabilidade eu vou assumir até o final.”

Djalma Vassão/Gazeta Press

Fábio Santos chegou ao Corinthians em 2011 e ganhou quase tudo na lateral esquerda do clube

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também