Renato Augusto vê hora de juntar os cacos e teme “desmanche maior”

Os recentes bons resultados do Corinthians, que colocaram o time no grupo dos quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro e o deixaram a três pontos da liderança, não fizeram Renato Augusto se empolgar. Vendo vários companheiros se despedirem, ele está preocupado com a reformulação do elenco.

“Não pode ter um desmanche ainda maior, porque aí vai complicar”, afirmou. “Essa janela de transferências vai dizer muita coisa. Se realmente saírem mais jogadores, como estão especulando, vai ficar difícil brigar lá em cima. A gente torce para que ninguém mais saia.”

Desde o início do Nacional, o clube do Parque São Jorge já perdeu Emerson e Guerrero para o Flamengo. Fábio Santos está de saída para o mexicano Cruz Azul, e Petros está acertando sua ida ao Betis, da Espanha. Gil, Ralf e Elias são outros com a possibilidade de partir até julho.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Mais gente pode se juntar a Fábio Santos e a Petros no caminho para o lado de fora do Corinthians

“Reconstrução é sempre difícil. Você ter que reconstruir uma equipe no meio do campeonato é ainda mais difícil. Em um clube como o Corinthians, tem que dar resposta imediata. Então, é juntar os cacos e dar uma resposta rápida. Quem chegar vai ser muito bem-vindo. A quem estiver saindo, infelizmente, vamos ter que desejar boa sorte”, comentou Renato.

O meia procurou demonstrar compreensão com a situação do Corinthians, que tem enormes problemas de dinheiro. Só procurou deixar claro que reduzir a folha salarial e dar fôlego aos cofres do clube tem um preço, que pode ser uma classificação ruim no Brasileiro.

“A gente sabe a dificuldade financeira que o clube tem hoje. Precisa diminuir gastos, fazer caixa. É inevitável esse desmanche. A gente pode fazer uma grande partida e fazer uma partida horrível depois, porque não tem time pronto. Vamos tentar achar logo a maneira de jogar”, disse o atleta.

De acordo com Renato Augusto, sua linha de pensamento não tem o intuito de minimizar a expectativa dos torcedores. “Não é preparar. Não estou preparando ninguém, não preciso dar recado. Acontece que a equipe ainda está tentando retomar um padrão.”

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também