Rodriguinho reencontra Corinthians mudado e vê espaço em reformulação

O Corinthians encontrado por Rodriguinho é bem diferente daquele ao qual chegou o meia, em 2013. Se tentou se encaixar na base campeã mundial em sua primeira tentativa em preto e branco, agora, de volta após um ano e meio de empréstimos, o atleta vê um time que já tem muito pouco daquele que conquistou o planeta em 2012.

É bem provável que, na virada para a próxima temporada, o goleiro Cássio seja o único titular remanescente do triunfo no Japão. Há espaço na reconstrução pela qual vai passando a equipe, e o meio-campista potiguar espera aproveitar melhor sua segunda oportunidade.

“Realmente, quando eu cheguei, era uma situação completamente diferente. A equipe vinha de vários títulos, o Mundial, a Libertadores, com jogadores que marcaram a história no clube. Alguns ainda estão aqui, são amigos, que me receberam bem, mas, agora, é diferente”, afirmou Rodriguinho.

“É inevitável, os clubes passam mesmo por isso. Se a diretoria acha que é o momento de uma reformulação, a gente tem que fazer nosso trabalho. Lógico que a minha vontade é jogar. Se o Tite quiser me colocar para jogar, vou procurar demonstrar o meu trabalho”, acrescentou.

Rodriguinho chegou a pegar um período de reformulação e foi brevemente titular com Mano Menezes. Desta vez, ele não está preocupado se foi chamado porque o clube está se desmanchando, com enormes dificuldades financeiras. “Não quero saber por que foi. Só quero fazer o meu trabalho, ajudar e fazer um bom campeonato.”

Fernando Dantas/Gazeta Press

Ralf foi um dos poucos campeões mundiais encontrados por Rodriguinho na volta ao Corinthians

Em busca da forma
Rodriguinho estava no Al Sharjah, do Catar, e ainda não está com o condicionamento físico em dia. Ele já está treinando com os companheiros e terá alguns dias para entrar no ritmo deles. Sua inscrição só poderá ser regularizada na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a partir do dia 22 de junho.

“O último jogo que fiz foi há um mês, exatamente. Parei 15 dias, mais ou menos, e estou voltando a uma condição boa agora. Tenho que obedecer a janela para ser inscrito. Então, tenho mais um tempinho para trabalhar. Tenho que voltar à melhor forma possível”, comentou o atleta de 27 anos.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também