Sob suspeita, Amarilla estampa capa do Código Disciplinar da Fifa

O árbitro Carlos Amarilla é considerado um exemplo pela Fifa. Sob suspeita de ter prejudicado o Corinthians propositalmente na edição de 2013 da Copa Libertadores, o juiz paraguaio estampa a capa do Código Disciplinar da entidade, à disposição no site oficial.

Auxiliado por Carlos Cáceres e Rodney Aquino, Amarilla apitou as oitavas de final do torneio continental de 2013, entre Corinthians e Boca Juniors. Após dois gols anulados e dois pênaltis ignorados no Pacaembu, o time argentino avançou com o empate por 1 a 1.

A recente divulgação de uma conversa telefônica entre Júlio Grondona, ex-presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), morto no ano passado, e Abel Gnecco, representante do país na arbitragem da Conmebol, colocou Carlos Amarilla sob suspeita.

Reprodução
 Sob suspeita, Amarilla estampa capa do Código Disciplinar da Fifa

Carlos Amarilla estampa capa de código da Fifa

Grondona aponta o paraguaio como “maior reforço do Boca” e Gnecco gaba-se de ter forçado a escalação do árbitro. Questionado sobre o assunto, Amarilla, modelo para a Fifa, jurou inocência, mas foi afastado pela Associação Paraguaia de Futebol (APF) ao lado dos dois assistentes.

A divulgação da conversa telefônica entre os dirigentes argentinos ocorreu na esteira das investigações sobre corrupção no futebol. José Maria Marin, ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), é um dos homens ligados à Fifa já presos.

Edu Gaspar, gerente de futebol do Corinthians, falando em nome do clube, se colocou à disposição para “passar a limpo o que aconteceu”. O técnico Tite, por sua vez, manifestou o desejo de jamais avistar o paraguaio, aprovado pela Fifa para a Copa do Mundo 2006.

Fatalmente, o Código Disciplinar da Fifa precisará ser atualizado. Na edição de 2011 do documento, disponível no site oficial da entidade, com a capa ironicamente estampada por Carlos Amarilla, logo na primeira página o suíço Joseph Blatter aparece como presidente.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também