Técnico corintiano se diz paciente com novos titulares mesmo após derrota

Tite repete que o Corinthians está em construção em quase todas as suas respostas sobre a crise enfrentada pela equipe. O que não o faz perder a paciência – ao menos publicamente – com os jogadores em que apostou para suprir as carências de Paolo Guerrero, Emerson e Elias, por exemplo.

“Preciso ter discernimento. Essa foi só a segunda partida que o Romero iniciou”, disse Tite, referindo-se à nova derrota do Corinthians, desta vez por 3 a 1 para o Grêmio, em Porto Alegre. “Ainda falta ter a real avaliação. O futebol não é feito de teorias, de ideias. É de prática, de campo, de desempenho.”

Se o futebol é realmente feito de desempenho, o Corinthians não tem praticado o esporte há algum tempo. O time que encantou os críticos no início de ano não se encontrou mais ao ser eliminado do Campeonato Paulista pelo rival Palmeiras e da Copa Libertadores da América pelo modesto Guaraní, do Paraguai.

Para tentar resolver os seus problemas, Tite recorreu ao antes desprestigiado Ángel Romero na vaga de Paolo Guerrero, que seguiu para o Flamengo. O paraguaio agora corre o risco de perder a sua posição para Vagner Love, já com melhor forma física, porém ainda sem convencer tecnicamente.

Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Bruno Henrique ainda não convenceu como substituto de Elias, que disputará a Copa América pela Seleção

Tite também mexeu no meio-campo do Corinthians. Bruno Henrique herdou o lugar Elias, na Seleção Brasileira. Já o volante Cristian foi testado no setor de Ralf contra o Grêmio, enquanto o atacante colombiano Stiven Mendoza ganhou o posto que pertenceu ao volante Petros. Nada adiantou na noite desta quarta-feira.

“Precisamos encontrar um ponto de equilíbrio. Esse é o estágio em que a equipe está”, resumiu Tite, com poucas palavras após mais um tropeço. “Devemos criar menos do que hoje, mas sendo mais efetivos. O próximo jogo tem um caráter emblemático para nos dar mais tranquilidade.”

O compromisso seguinte do Corinthians no Campeonato Brasileiro será fora de casa contra o Joinville, que também faz má campanha.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também