Timão segue busca de reforços e negocia vendas de Fábio e Petros

Os problemas jurídicos envolvendo Alexandre Pato não são o único fator que deixa a diretoria do Corinthians bastante ocupada nesta semana. O clube segue sua busca por reforços, convive com possíveis despedidas e negocia as vendas de Fábio Santos e Petros para o futebol do exterior.

A situação do lateral esquerdo é a que está mais perto de uma conclusão. O jogador de 29 anos, cujo contrato com a agremiação alvinegra expira em dezembro, deverá se transferir para o Cruz Azul, do México. As tratativas são conduzidas pelo ex-jogador Pintado e deverão dar alívio financeiro ao Corinthians.

Os dirigentes esperam faturar ainda mais com a ida de Petros, de 26 anos, para o Betis. A oferta foi prometida pelo empresário do jogador, Fernando Garcia, que tem metade dos direitos econômicos do atleta. O clube do Parque São Jorge tem os outros 50% e já deixou claro que topará o negócio se a proposta se concretizar.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Petros conversou com o gerente Edu Gaspar depois de treinar entre os titulares no Corinthians

A ideia é utilizar os recursos que entrarem no caixa para quitar a dívida com parte do elenco. Em grave situação financeira, o clube convive com a possibilidade de perder Ralf e Danilo para o Santos, que demonstrou interesse. O mais provável, no entanto, é que ambos permaneçam até o fim de seus contratos, em dezembro.

Negociando despedidas, o Corinthians também trabalha por contratações. O meia Rodriguinho já voltou de empréstimo ao Al Sharjah e foi integrado ao grupo. O mesmo deverá acontecer com o jovem lateral esquerdo Guilherme Arana, provavelmente de volta devido ao adeus de Fábio Santos.

A direção ainda tenta outros três nomes. Aquele que parece mais próximo é Dentinho, que ainda tem um ano de contrato com o Shakhtar Donetsk, mas já avisou que não pretende retornar à Ucrânia e já deixou claro que gostaria de voltar a defender o Corinthians.

Mais complicada é a tentativa por Carlos Sánchez e Teófilo Gutiérrez, do River Plate. O primeiro, meio-campista uruguaio, disse que não pretende deixar o clube argentino, semifinalista da Copa Libertadores. O segundo, atacante colombiano, já mostrou disposição em atuar no clube do Parque São Jorge. Ambos estão na Copa América.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também