Tite comemora padrão de derrota mantido em vitória sobre o lanterna

Tite se mostrou satisfeito, após a sofrida vitória por 1 a 0 do Corinthians sobre o lanterna Joinville, com a atuação em Santa Catarina. O técnico viu, na noite de sábado, algo muito parecido com o que havia observado na derrota por 3 a 1 para o Grêmio, em Porto Alegre, na última quarta-feira.

“Se você pegar o transcurso de todo do jogo, principalmente o primeiro tempo, a gente repetiu o padrão de atuação contra o Grêmio. Com exceção desses 15 minutos”, afirmou, referindo-se à pressão do último colocado na parte final do confronto na Arena Joinville.

No Rio Grande do Sul, a pior parte havia sido o começo, com dois gols sofridos em quatro minutos. Para o comandante, apagão inicial à parte, o time alvinegro teve um bom desempenho. Foi o que ele procurou passar aos atletas apesar do abatimento pelo resultado negativo do meio de semana.

“No treinamento, os atletas estavam muito sentidos. Eu estava muito sentido. Um atleta disse: ‘Professor, você está muito sentido’. Eu disse: ‘Estou’. E falei para a gente jogar o que jogamos, com 21 finalizações, 14 delas no gol… A gente detalhou lances do jogo para ver o que tinha feito, independentemente do resultado”, comentou.

Para Tite, o recado foi bem entendido. “Fizemos um grande primeiro tempo”, disse, dando bastante ênfase à palavra “grande”. “É muito difícil jogar aqui. Eles botam pressão, começam a modificar bem. E ficamos com um jogador a menos”, acrescentou.

Esse jogador a menos era Petros, que se contundiu aos 41 minutos e permaneceu em campo, já que todas as substituições haviam sido feitas. Renato Augusto, que teve boa participação, tinha saído por causa do desgaste. O jeito foi se segurar diante de um adversário que só tem um gol em seis partidas no Brasileiro. Deu certo, com sufoco.

Divulgação/Agência Corinthians

Petros sentiu uma lesão no final da partida e precisou permanecer em campo (foto: Ricardo Taves)

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também