Tite promete paciência com Love e “não colocar no rabo de alguém”

Com cada vez menos opções para escalar o Corinthians, Tite é obrigado a dar mais de um voto de confiança aos seus jogadores. Vagner Love, por exemplo, contará com a mesma paciência que o treinador teve com o paraguaio Ángel Romero na tentativa de se firmar como o sucessor de Paolo Guerrero.

“Você não crucifica um atleta a cada derrota e coloca outro. Preciso ter esse discernimento”, comentou Tite, que viu Love voltar a ser pouco produtivo no clássico vencido por 1 a 0 pelo Santos, no domingo, na Vila Belmiro.

Nervoso com o resultado negativo, o comandante do Corinthians chegou a usar termos que fogem ao seu vocabulário na defesa de Love e os demais. “Vou demorar para dormir nesses dias, eu me conheço. Mas não é por causa de derrotas que vamos colocar no rabo de alguém. O técnico não faz isso”, bradou.

A torcida faz. Os jogadores corintianos voltaram a ser cobrados por parte dos organizados por mais uma derrota em clássico. Na reta dos problemas, está a crise financeira que diminui o número de opções no elenco e atrapalha a busca por reforços.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

O cabisbaixo Vagner Love continua com problemas para se firmar como o camisa 9 corintiano

O ataque que hoje tem Vagner Love como referência ao menos ganhará em breve a presença de Rildo, vindo da Ponte Preta, e poderá ter ainda Dentinho, que tenta ser liberado pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Ambos são opções para a vaga aberta por Emerson, no Flamengo, que ajudou o Corinthians a encantar no início do ano ao lado do ainda companheiro Paolo Guerrero.

“Não dá para a gente comparar com a primeira parte do ano. Seria injusto. Temos outra engrenagem agora. Contávamos com o Guerrero, que faz o pivô, e agora com Romero e Love, com outras características”, diferenciou Tite, pacientemente.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também