Corinthians atropela Flamengo no Rio, e Fiel faz a festa diante de Guerrero

A primeira vitória do Corinthians no reconstruído Maracanã foi vista por Paolo Guerrero. Impedido de atuar por acordo entre os clubes, o reforço do Flamengo assistiu ao jogo na companhia da namorada e observou sua ex-equipe atropelar a atual, triunfando por 3 a 0.

Diante do ex-ídolo, que chegou ao Rio de Janeiro celebrando estar a serviço da “maior torcida do mundo”, a Fiel fez a festa durante praticamente todos os 90 minutos. “P… que pariu, é a maior torcida do Brasil” e “arrá, urru, o Maraca é nosso” foram alguns dos cantos entoados pelos barulhentos visitantes.

Houve equilíbrio no primeiro tempo, mas, sem Guerrero e Emerson – outro que trocou de lado e não pôde atuar –, o Flamengo não conseguiu botar a bola na rede. Elias e Uendel conseguiram. Na etapa final, o Corinthians controlou as ações e matou de vez a partida em gol de Jadson.

Com seu primeiro resultado positivo em sete visitas ao novo Maracanã, o time alvinegro deu sequência ao bom momento no Campeonato Brasileiro e assumiu a terceira colocação, com 26 pontos, três a menos que o líder Atlético-MG. Com 13, a equipe rubro-negra só não está na zona de rebaixamento pelos critérios de desempate.

Divulgação/Agência Corinthians

Torcedores corintianos lotaram seu setor e, enfim, fizeram a festa no novo Maracanã (foto: Daniel Augusto Jr.)

Eficácia alvinegra
Tite havia pedido mais efetividade ao Corinthians e foi atendido. Em um primeiro tempo relativamente equilibrado no Rio de Janeiro, os visitantes souberam aproveitar melhor as suas oportunidades, construindo uma vantagem de dois gols antes do intervalo.

O Flamengo era perigoso pelos lados do campo, aproveitando especialmente a velocidade de Marcelo Cirino na direita, mas a formação alvinegra saía bem nos contra-ataques. O placar foi aberto justamente a partir de uma bola roubada do lado direito da defesa.

Jadson deixou com Elias, que achou passe ótimo e deixou Vagner Love na cara do gol. O atacante chutou em cima do goleiro César, mas Elias pegou o rebote de primeira, de fora da área, e acertou um bonito arremate por cobertura, aos 26 minutos. O jogador, que se diz corintiano, não comemorou.

Cirino poderia ter empatado logo na sequência, porém não conseguiu aproveitar a falha de Felipe. Já nos acréscimos da etapa inicial, o Corinthians voltou a mostrar eficiência e chegou rapidamente pela esquerda, em outra jogada com a participação de Jadson. Uendel abriu para Renato Augusto, correu para a área e ampliou de pé direito.

Cássio não voltou do intervalo, com dores na coxa. E viu do banco o substituto Walter fazer uma linda defesa em chute de Cirino no ângulo esquerdo. O Flamengo começou a etapa final em cima, mas os visitantes logo tomaram o controle, ficando a um contragolpe de matar o jogo.

Divulgação/Agência Corinthians

Jadson foi preciso para anotar seu sexto gol no Brasileiro e matar a partida (foto: Daniel Augusto Jr.)

Malcom acertou a trave, porém Jadson não ficou no quase. Aos 17 minutos, Elias roubou de Jonas no campo de ataque e jogou a bola na área por cima. Sem deixar a bola cair, o camisa 10 bateu de pé direito e ampliou a festa dos alvinegros, que faziam muito barulho no Maracanã.

Ficou claro o nervosismo de jogadores e torcedores rubro-negros, descontrole que aumentou quando um gol legal de Jonas foi mal anulado por impedimento. Sem maiores sustos daí em diante, o Corinthians protegeu sua vantagem e mostrou que, hoje, é um melhor time.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também