Corinthians bate Atlético-MG com gol de Malcom e alcança pontuação do líder

O Corinthians se igualou ao Atlético-MG na ponta da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado, o time paulista recebeu o mineiro em Itaquera e conquistou uma importante vitória por 1 a 0. O gol foi marcado pelo jovem atacante Malcom, acusado nesta semana de ter fraudado a sua carteira de motorista.

Corinthians e Atlético-MG têm agora 29 pontos cada, porém a equipe comandada por Levir Culpi leva vantagem no saldo de gols. Totalizando 27, o Fluminense assumirá a liderança isolada se derrotar o Vasco no clássico do Maracanã, no domingo.

Na próxima rodada, o Corinthians tentará manter o bom momento diante do Coritiba no Couto Pereira, no domingo de 26 de julho. Já o Atlético-MG, que pressionou bastante neste fim de semana, receberá o Figueirense para buscar a reabilitação no Independência, um dia antes.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Colegas celebram gol de Malcom, no fim do primeiro tempo, que garantiu vitória e pontuação de líder ao Timão

O jogo – Dono da melhor defesa do Campeonato Brasileiro, o Corinthians inverteu os papéis contra a equipe do ataque mais efetivo e tomou a iniciativa de acuar o Atlético-MG nos primeiros minutos de partida. Deu resultado.

Embora Rildo (o substituto do suspenso Jadson) tivesse dificuldades para se manter em pé do lado esquerdo do campo, caindo quase sempre que encontrava um marcador, o Corinthians logo criou oportunidades de gol. Aos dez minutos, Elias aproveitou uma hesitação de Leonardo Silva, que havia interceptado tabela com Fagner, e invadiu a área para chutar cruzado. A bola passou perto da meta.

Para sair do campo de defesa, o Atlético-MG apostava nas arrancadas do atleta que marcou o primeiro gol em um jogo oficial realizado em Itaquera, pelo Figueirense. Giovanni Augusto até levantou a torcida visitante ao avançar com dois dribles da vaca em sequência, porém pareceu exageradamente empolgado com o seu retorno ao estádio e isolou a bola na hora da conclusão.

O outro jogador incumbido de dar velocidade ao Atlético-MG permaneceu pouco tempo no gramado. Luan se lesionou e pediu para ser substituído aos 22 minutos, dando lugar a Carlos. Àquela altura, os visitantes já não eram mais aquele time pressionado do princípio da partida.

Aos 24, Giovanni Augusto recebeu de Thiago Ribeiro e encontrou Lucas Pratto dentro da área. O argentino soltou o pé e ofereceu o primeiro teste a Walter, que atuava no lugar do contundido Cássio. O goleiro provou estar com o reflexo apurado e espalmou. A bola até pararia no gol cinco minutos mais tarde, em finalização de Leonardo Silva, mas o lance acabou anulado por impedimento de Jemerson.

O Atlético-MG não se deu por vencido. Assim como Walter. Aos 32 minutos, Thiago Ribeiro cruzou da direita, e Pratto ficou em grandes condições de abrir o placar com uma cabeçada da entrada da pequena área. O goleiro corintiano defendeu – e ainda afastou de soco um levantamento de Carlos logo em seguida.

Fernando Dantas/Gazeta Press

O substituto de Cássio segurou o ataque atleticano até os acréscimos para garantir a vitória em Itaquera

As intervenções de Walter – e os apelos de um inquieto Tite à beira do campo – fizeram o Corinthians retomar o volume de jogo dos primeiros minutos nos últimos. Desta vez, o gol saiu. Aos 41, Vagner Love (contestado por ter preferido dar um passe a chutar pouco antes) partiu com rapidez pela esquerda e fez grande assistência para dentro da área. Lá, Rildo puxou a marcação, e Malcom bateu de primeira para a rede.

O gol que emocionou Malcom (suspeito, nesta semana, de ter fraudado a sua carteira de motorista) não serviu para o Corinthians se manter aceso no começo do segundo tempo. Atrás no placar, o Atlético-MG se mandou para a frente. Aos nove, Pratto foi acionado por cruzamento rasteiro de Thiago Ribeiro e desperdiçou boa chance, chutando para fora.

Tite resolveu agir para o Corinthians reagir. Rildo saiu cansado e aplaudido do gramado aos 16 minutos, substituído por Stiven Mendoza. O que não evitou um novo susto para os donos da casa. Giovanni Augusto sofreu falta na entrada da área, e ele mesmo cobrou. A bola passou por baixo da barreira e acertou o pé da trave.

Levir Culpi se animou e resolveu reforçar o ataque do Atlético-MG com Cárdenas na vaga de Thiago Ribeiro – depois, trocou também Leandro Donizete por Guilherme. Do outro lado, Vagner Love deixou o campo para a entrada do experiente Danilo, incumbido de atuar como referência ofensiva e esfriar a partida.

Apesar de o Atlético-MG ter continuado quente, aproveitando-se do recuo corintiano, o marcador seguiu inalterado. Ralf ainda substituiu Bruno Henrique aos 38 minutos para dar mais segurança defensiva ao vitorioso Corinthians.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também