Corinthians cede empate para o Coritiba nos acréscimos da partida

O Corinthians perdeu o embalo em sua perseguição ao Atlético Mineiro pela liderança do Campeonato Brasileiro 2015 e, jogando na capital paranaense, cedeu o empate em 1 a 1 para o Coritiba, no Estádio Couto Pereira. Com o resultado, o Timão chegou aos 30 pontos, na segunda colocação.

Já o Coxa chegou aos 11 pontos, na penúltima colocação. Com dificuldade para criar jogadas no ataque, o Alvinegro conseguiu abrir o placar somente aos 41 minutos da primeira etapa, com Felipe, que aproveitou cobrança de escanteio para desviar e estufar as redes. Depois do intervalo, os donos da casa pressionaram e chegaram ao gol nos acréscimos, com Evandro.

Na próxima rodada, o Coritiba recebe o Goiás, no domingo, às 11 horas, no Estádio Couto Pereira. Já o Corinthians volta a campo já na quarta-feira, quando encara o Vasco da Gama, na Arena Corinthians, em São Paulo.

Divulgação/Coritiba

Corinthians se limitou a marcar na parte final do confronto e acabou pagando o preço no Couto Pereira

O jogo – Depois de dias de chuva e frio na capital paranaense, o sol apareceu e deixou o gramado em boas condições para a bola rolar, favorecendo o toque de bola buscado pelas duas equipes nos primeiros minutos de partida e a forte marcação dos dois lados. O primeiro chute a gol aconteceu apenas aos nove minutos, com Rafhael Lucas, que ganhou da marcação alvinegra e da intermediária tentou surpreender Cassio, sem sucesso.

O Timão tinha dificuldade para criar jogadas, esbarrando em muita vontade dos jogadores coxas-brancas. Aos 11 minutos, Norberto serviu Marcos Aurélio, que chutou rasteiro para defesa de Cássio. Em roubada de bola, aos 16 minutos, o Corinthians chegou pela primeira vez, com Renato Augusto lançando Malcom, que invadiu a área e chutou cruzado, sem direção. Do lado de fora do campo, Tite gesticulava muito, pedindo mais movimentação do setor ofensivo.

Bem marcado, Vagner Love tinha dificuldade para entrar na zaga alviverde e perdia muitas bolas. Muita reclamação da torcida aos 20 minutos, depois que Rafhael Lucas foi travado na área e o árbitro mandou o jogo seguir. O Timão errava muitos passes e proporcionava os contra-ataques, como aos 24 minutos, mas Esquerdinha, na tentativa de abrir espaço, bateu em cima da defesa paulista.

A primeira oportunidade de bola parada para o Corinthians veio aos 29 minutos, mas Jadson carimbou a barreira. Na sequência, levantamento para Vagner Love, que, atrás do goleiro, desviou de cabeça pela linha de fundo. O Coritiba respondeu, aos 33 minutos, com Thiago Galhardo, que quase na pequena área chutou cruzado para uma linda defesa de Cássio, que mostrou estar totalmente recuperado.

Lesionado, Thiago Galhardo deixou a partida para a entrada de Rodolfo. Aos 40 minutos, Vagner Love recebeu na entrada da área, tirou a defesa e bateu no canto para Wilson salvar. Mas, na cobrança de escanteio, Felipe apareceu para desviar para as redes, contando com a ajuda da defesa, e abrir o placar.

Para a segunda etapa, o Coxa voltou com o atacante Evandro no lugar do zagueiro Leandro Silva, prometendo uma postura mais ofensiva. O Timão voltou igual, mas Tite deve ter cobrado mais atenção nos passes e maior compactação da equipe. Aos cinco minutos, Renato Augusto lançou Vagner Love e Wilson deixou a meta para se antecipar e ficar com a bola. Aos nove minutos, levantamento de Fagner para testada firme de Edu Dracena e milagre de Wilson, que cedeu escanteio.

Sem pressa, o Timão era mais agudo quando tinha a bola nos pés e levava perigo. Par aumentar a velocidade do Coxa, Ney Franco colocou em campo Negueba no lugar de Alan Santos. O Alvinegro levava perigo nos escanteios. Aos 17 minutos, mais uma vez Felipe subiu com liberdade para cabecear pela linha de fundo. Animada no Alto da Glória, a torcida corintiana puxava o “olé” enquanto o time trocava passes.

Mostrando certo nervosismo pela situação na competição e na partida, os jogadores do Coritiba erravam muito ou se precipitavam, como no chute de Marcos Aurélio, aos 18 minutos, de longe, sem força e direção. Os donos da casa tentavam pressionar, mas o Timão marcava em linha e impedia a chegada da bola nos atacantes. Nas arquibancadas, protestos a cada bandeira levantada pelo assistente.

Tite finalmente mexeu na equipe aos 30 minutos, com a entrada de Rildo no lugar de Malcom. Aos 35 minutos, Vagner Love invadiu a área, mas foi facilmente travado pela defesa alviverde. A torcida começou a sair do Alto da Glória aos 38 minutos, após mais um cruzamento errado de Esquerdinha.

Ralf entrou no jogo e no primeiro lance tomou amarelo. Danilo também em campo. Aos 42 minutos, Marcos Aurélio cobrou falta, a bola passou por todo mundo e raspou a trave esquerda. Até que, aos 46 minutos, Rafhael Lucas cruzou e Evandro desviou para o fundo das redes para empatar.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também