Corinthians recebe Ponte na tentativa de se manter perto da liderança

O Corinthians espera aproveitar sua segunda partida seguida em Itaquera para se manter próximo da liderança do Campeonato Brasileiro. Após o triunfo sobre o Figueirense, a equipe alvinegra receberá a Ponte Preta, a partir das 19h30 (de Brasília) de quinta-feira, tentando ganhar embalo na competição.

“A gente almeja ganhar todos os jogos em casa. Para a gente se manter na frente ali, é fundamental conseguir os resultados na nossa casa. Vamos tentar ganhar a partida, até porque isso nos passa confiança e nos põe ali em cima na tabela”, afirmou o goleiro Cássio.

Com 16 pontos, os comandados de Tite começaram a rodada a três da primeira posição. Para se aproximar do topo, eles reverão um adversário que começou a expor os problemas de um time antes tido como excepcional. Nas quartas de final do Campeonato Paulista, o Corinthians sofreu muito para derrubar a Ponte.

A equipe desmoronou desde aquele suado triunfo em Itaquera – com a ajuda da arbitragem – e entrou em reformulação, perdendo vários jogadores. Agora, vai tentando se reconstruir sem perder contato com a parte de cima da tábua de classificação do Nacional.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Fagner cumpriu suspensão contra o Figueirense e, diferentemente de Ralf, voltou à escalação alvinegra

Como aconteceu no Estadual, o Corinthians enfrentará uma Ponte bem estruturada, em campanha sólida. A formação dirigida por Guto Ferreira vem de vitória sobre o Atlético-PR, tem os mesmos 16 pontos do adversário e espera voltar a criar problemas na zona leste de São Paulo.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X PONTE PRETA

Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 2 de julho de 2015 (quinta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique; Jadson, Elias, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love
Técnico: Tite

PONTE PRETA: Marcelo Lomba; Rodinei, Renato Chaves, Pablo e Gilson; Fernando Bob, Josimar e Renato Cajá; Felipe Azevedo, Biro Biro e Diego Oliveira
Técnico: Guto Ferreira

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também