Dracena aceita banco e diz: “Não estou rendendo 30% do que fiz no Santos”

Contratado do Santos em janeiro, Edu Dracena ainda não engrenou no Corinthians. Após capitanear o Peixe durante seis anos, o defensor ainda busca se firmar para fazer história também no rival alvinegro, assim como fez jogando no Cruzeiro e no turco Fenerbahçe. No entanto, o próprio zagueiro sabe que vem deixando a desejar, e encara a reserva no Timão com naturalidade, apesar de ser uma experiência nova.

Aos 34 anos, Edu se encontra na reserva pela primeira vez, mas acredita em dias melhores conforme a evolução do grupo.“É lógico que não estou rendendo 30% do que rendi no Santos. Isso é nítido por vários fatores. Chegar em um clube que não conhece, em um rival. Você chega e tem aquela desconfiança. O jogador precisa de confiança para jogar. São circunstâncias. Eu peguei o Corinthians em um momento de transição, as peças ainda não estavam encaixadas e agora está se arrumando”, disse em entrevista à ESPN Brasil.

Tricampeão paulista e campeão da Copa Libertadores no Santos, Edu ainda almeja um título no Timão nesta fase final da carreira. “Estar no banco é uma situação nova na minha carreira, e graças a Deus só aconteceu no final dela. Mas é uma situação em que estou aprendendo bastante, faço parte de um grupo. Um time que quer ser campeão precisa de um grupo forte. Isso faz com que os jogadores que estão jogando tenham que ir bem porque tem outro querendo a oportunidade”, comentou. “Tomara que o Corinthians possa ser campeão brasileiro”, completou.

Ciente da oscilação apresentada em campo, o zagueiro confessa que não pensou em deixar o clube, com quem tem contrato até janeiro de 2017, em momento algum apesar das propostas recebidas. “Houveram sondagens de times antes de eu completar o sétimo jogo, mas em nenhum momento pensei em deixar o Corinthians. Quando cheguei ao clube falei que queria construir uma história como fiz nos outros que passei. Eu me cobro bastante para aproveitar quando tiver a oportunidade”, confessou.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Zagueiro diz estar “aprendendo” com o banco de reservas e projeta melhora a partir da evolução do grupo

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também