Fagner recorda começo difícil no Timão e vê Matheus Pereira em vantagem

Tido como boa promessa do Corinthians, Matheus Pereira vai fazer sua estreia como profissional na quarta-feira, no amistoso com o ABC. O meia de 17 anos causa alguma inveja no companheiro Fagner, que não teve ocasião tão tranquila para estrear no time de cima preto e branco.

“O clube está bem, totalmente diferente de quando eu subi. Na época, estava em uma situação difícil, brigando para não cair”, afirmou o lateral, promovido em 2006. A equipe não foi rebaixada naquele ano, mas – já sem Fagner, que voltaria em 2014 – acabou indo à Série B do Campeonato Brasileiro na temporada seguinte.

Para o lateral direito, ajuda o início da carreira de Pereira ter bons atletas de sua posição e estar em um time que briga pelo título nacional. “Ele pode aproveitar o momento bom e pode aprender com os jogadores que estão aqui. O Jadson e o Renato Augusto fazem a mesma função dele e são mais rodados. É importante aprender com esses atletas para amanhã ser o nome do clube.”

Fagner vê boa chance de essa oportunidade ser aproveitada. No contato que teve até aqui com o garoto, viu nele disposição para crescer. Eleito melhor jogador do Mundial sub-17 conquistado pelo Corinthians, ele tentará começar a mostrar seu talento também entre gente grande.

“É importante para o menino de 17 anos poder estar jogando no profissional, é o que todo menino sonha. Vai ser importante para ele amadurecer mais um pouco. Apesar da pouca idade, ele tem maturidade”, apostou o lateral.

Divulgação/Agência Corinthians

Matheus Pereira vai estrear como profissional em Natal, contra o ABC (foto: Daniel Augusto Jr.)

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também