Fla age nos bastidores para tentar usar Guerrero e Sheik contra o Timão

Aliviada pela vitória sobre o Joinville, que amenizou um pouco a crise no clube, a diretoria do Flamengo está trabalhando em outro assunto fora de campo considerado de grande importância. Trata-se da utilização dos atacantes Emerson Sheik e Paolo Guerrero no jogo do dia 12 de julho, contra o Coritnhians, no Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os dois jogadores não podem atuar por questões ainda relativas à liberação de ambos pelo Timão.

Emerson Sheik tinha contrato com o Corinthians até 30 de julho, enquanto que o vínculo de Guerrero se estendia até o dia 15 do mesmo mês. O Corinthians abriu mão da permanência de ambos, aceitou a rescisão, e os liberou para o Flamengo. Mas em contrato colocou uma cláusula que nenhum dos dois poderiam ser escalados na partida do dia 12. Sem ter o que fazer, só restou ao clube carioca aceitar o acordo.

Agora, porém, em situação delicada no Campeonato Brasileiro e precisando se distanciar da zona de rebaixamento, o Flamengo pretende encontrar uma fórmula para contar com os dois jogadores que não seja o pagamento de multas que, juntas, totalizam cerca de R$ 5 milhões.

Divulgação/Flamengo

Com medo da crise, Fla ‘reza’ para poder escalar Sheik e Guerrero na partida contra o Corinthians (Foto: Gilvan de Souza)

Guerrero vai defender o Peru nesta sexta-feitra, diante do Paraguai, pela disputa do terceiro lugar da Copa América. Depois, ganhará o fim de semana de folga e a partir de segunda-feira estará à disposição do Flamengo, podendo inclusive ser apresentado neste dia. Na próxima quarta-feira tem duelo com o Internacional, no Rio Grande do Sul, mas a presença do atacante vai depender da diretoria, que pretendia estreá-lo no Maracanã.

Se não puder usar Guerrero contra o Corinthians e insistir em escalar o jogador pela primeira vez no Maracanã, o Flamengo só poderá contar com o atleta dia 18 de julho, um sábado, quando o time vai duelar com o Grêmio.

“Vamos procurar encontrar uma maneira de contar com o jogador, algo que possa agradar as partes envolvidas”, limitou-se a dizer o presidente Eduardo Bandeira de Mello, evitando abrir qualquer tipo de confronto com o Corinthians, principalmente depois de os dois clubes terem trocado farpas via mídias sociais no início da semana.

Além de Sheik e de Guerrero, o Flamengo vinha tentando contratar outro jogador do Corinthians, o volante Elias, porém, o atleta acabou optando por permanecer no Corinthians e a transação foi dada como encerrada na tarde de quarta-feira.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também