Guerrero sonha com Libertadores e diz que Timão não falou a verdade

Mais nova sensação no ataque do Flamengo, com três gols em três partidas, Paolo Guerrero sonha alto em sua primeira temporada com a camisa rubro-negra. Falando em alcançar uma vaga na Copa Libertadores do próximo ano para presentear a torcida, o peruano se diz adaptado no novo clube e lembra a saída do Corinthians, garantindo que tinha o desejo de permanecer e citando inverdades por parte da diretoria.

Autor dos dois gols que deram ao Timão o título mundial, em 2012, Guerrero falou em entrevista a Fox Sports e recusou ser rotulado como ídolo. Em tempo, admitiu não ter culpa por sua saída e lamentou a postura dos dirigentes alvinegros. “O pessoal do Corinthians não falou a verdade, e a torcida ficou brava porque eles falaram que eu não queria ficar. Mas minha vontade sempre foi ficar. Ao perceber que eles não queriam renovar, tive que procurar um clube para continuar jogando”, explicou, completando em sequência.

“Esperei o Corinthians muito tempo e eles não quiseram renovar comigo, então tive que procurar um time para jogar. Meu trabalho é jogar futebol. Se o Corinthians não quis renovar, o Flamengo veio, fez uma proposta, e eu me encantei”, esclareceu o camisa 9. “Não me considero ídolo do Corinthians nem do Flamengo. Tenho que fazer meu trabalho, jogando com muita raça, força e dando alegrias para o torcedor”, prosseguiu.

Divulgação/Flamengo

Guerrero não se vê como ídolo do Corinthians e quer trabalhar no Flamengo para buscar vaga na Libertadores

Isentando-se de qualquer culpa ao deixar o time paulista, Guerrero se mostra adaptado e afim de conquistas ao projetar o restante da temporada. “Espero seguir jogando do mesmo jeito, seguir dando essa alegria ao torcedor para que eles continuem confiando em nós. Seria lindo pegar uma vaga na Libertadores do próximo ano. Estou muito feliz aqui e espero que possamos conseguir a vaga. A torcida do Flamengo é a que mais quer isso”, planejou.

Com três gols em três jogos desde a estreia contra o Internacional, Guerrero segue em busca de quebrar o recorde de gols de Vagner Love, que marcou quatro gols nas cinco primeiras partidas pelo clube, em 2010. O Flamengo volta a campo para encarar o Goiás, no Serra Dourada, e o peruano pode igualar a marca de seu substituto no Timão já neste domingo.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também