Love se vê matando “um leão por jogo”, mas crê que vá superar desconfiança

A marcação dos zagueiros adversários não é a única enfrentada por Vagner Love em Itaquera, onde boa parte da torcida do Corinthians não perdoa os menores erros do atacante. Ele precisa fazer partidas excepcionais para não sofrer com críticas, mas diz acreditar que a birra ficará eventualmente para trás.

“Tem que matar um leão por jogo. Tem uma desconfiança, não digo de toda a torcida, mas de parte da torcida. Às vezes, você erra uma jogada ou outra, e já querem vaiar, criticar. Tenho que resolver isso dentro das partidas. Realmente, tenho que matar um leão por jogo pela desconfiança que alguns torcedores têm”, afirmou.

“Não me abala, porque sei do meu potencial, do meu valor, sei que posso resolver jogos pelo Corinthians”, acrescentou o atacante de 31 anos. “Sei que posso melhorar, retribuir mais do que venho retribuindo. Eu me cobro muito para evoluir e vou continuar me cobrando. Sei que uma hora as coisas vão acontecer.”

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Até nas boas partidas que fez em Itaquera Vagner Love encontrou resistência de parte da torcida

O último sábado foi um bom exemplo da cobrança dos torcedores, que pagam mais caro e são muito mais reclamões em Itaquera do que eram no Pacaembu. Os xingamentos a Love eram constantes até que ele fez a ótima jogada concluída por Malcom, no único gol do confronto com o líder Atlético-MG.

“A tendência é melhorar. Estou me adaptando junto com a equipe e espero produzir, fazer os gols para dar a alegria que o torcedor merece”, disse o centroavante, que, críticas à parte, segue com ótimo astral nos treinamentos, algo elogiado por todos no Corinthians. “Já tive dias piores, né? Lá atrás, tive mais dificuldade. Ficar triste para quê?”

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também