Mesmo só 5% do Corinthians, Matheus Pereira quer ficar e “fazer história”

Matheus Pereira é tido como uma das grandes promessas do Corinthians, mas só tem 5% de seus direitos econômicos ligados ao clube. Por dívidas com o empresário Fernando Garcia, que gerencia a carreira do garoto, a diretoria acabou cedendo boa parte desses direitos. Mesmo assim, o meia de 17 anos jura que seu plano é ter uma carreira longa em preto e branco.

“Quero fazer história neste clube aqui, ganhar bastante título e dar muita alegria para essa torcida”, afirmou, negando estar sujeito à disposição de seu agente. “Já falei que minha vontade é permanecer, fazer história no Corinthians e me focar aqui. Quero ficar, sim”, reiterou.

Pereira disse, no entanto, não ter se envolvido diretamente na negociação de seus direitos. Por ora, ele só está preocupado em repetir como profissional o sucesso obtido nas categorias de base, com presença constante na Seleção Brasileira. Pelo time do Parque São Jorge, conquistou o Mundial sub-17 e foi eleito o melhor jogador da competição.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Matheus Pereira prefere deixar de lado o apelido Pirulão, que o acompanhou nas categorias de base

“Tenho me preparado bem. Vestir a camisa do Corinthians é sempre diferente, pelo peso que tem, pelo tamanho do clube. Tenho que seguir tranquilo, mostrando o meu futebol. A gente tem que apresentar o que vem apresentando nos treinamentos para ajudar o Corinthians”, comentou.

A primeira vez como profissional acontecerá na noite de quarta-feira, em Natal, no amistoso contra o ABC. O jogo em celebração ao centenário do clube potiguar terá só reservas do lado visitante e marcará a estreia do garoto que cresceu com o apelido de Pirulão pela boa estatura.

“Não, não, Matheus Pereira é melhor”, sorriu, timidamente. Diante do ABC, ele atuará na função geralmente executada por Elias. É mais parecido com o que ele fazia na Seleção sub-17 do que com seu papel habitual nos treinamentos de Tite, no espaço de Jadson. De qualquer maneira, enfim, chegou a hora de estrear.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também