Organização defensiva anima Fagner em relação à briga pelo título

Foi amparado em uma sequência de cinco partidas sem tomar um gol que o Corinthians igualou a pontuação do líder Atlético-MG no Campeonato Brasileiro. A equipe suportou a pressão do próprio Atlético-MG no último sábado para vencer por 1 a 0 e ganhar confiança na luta pelo título.

“O mais importante foi como a equipe se comportou no jogo. Foi um grande jogo, e soubemos aproveitar as chances que tivemos. No momento em que o Atlético teve mais posse, a gente conseguiu se comportar bem defensivamente. É importante ficar um período sem tomar gol, dá confiança para o sistema defensivo”, afirmou Fagner.

A marcação se torna ainda mais importante quando o ataque não funciona. A média melhorou bastante nas últimas rodadas, mas o time alvinegro tem uma marca pouco expressiva de 16 gols marcados em 14 rodadas. Já o número de gols sofridos é ótimo, o melhor do campeonato: oito.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Fagner e seus companheiros sofreram, mas conseguiram suportar a pressão do Atlético-MG

“A gente teve jogos em que fez 1 a 0, mas poderia ter feito dois ou três. Você não precisa ter dez oportunidades. Se tiver duas ou três e conseguir converter em gol, vai ser importante para conquistar o resultado”, disse Fagner, elogiando o trabalho de Tite. “Ele prioriza muito a organização, e ela faz com que a equipe sofra poucos gols.”

Assim, mesmo que de 1 a 0 em 1 a 0, o Corinthians vai construindo um aproveitamento que, acredita o lateral direito, pode lhe colocar na briga pelo título. “Sim, por que não? O importante é pontuar, somar. Ainda é muito cedo, mas é manter isso jogo a jogo para, lá no final, alcançar nosso objetivo.”

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também