Pato se diz alheio à negociação com o Corinthians e credita boa fase a Osorio

Com dois gols e uma assistência, Alexandre Pato foi o principal destaque do São Paulo na vitória por 3 a 1 sobre o Coritiba, na manhã de domingo, no Morumbi. O atacante tem encantado o técnico colombiano Juan Carlos Osorio, mas continua com o seu destino em 2016 indefinido.

“Gostaria de continuar no São Paulo. Só que a negociação com o Corinthians não me pertence. Tenho que fazer a minha parte, que é jogar futebol”, comentou Pato, emprestado pelo rival até o final do ano. O contrato com o endividado clube que pagou R$ 40 milhões para adquiri-lo em 2013 ainda tem validade por outra temporada.

Para se desvencilhar do Corinthians, Pato chegou a acionar a Justiça com base nos atrasos no pagamento de seus direitos de imagem. A estratégia não vingou, e o clube do Parque São Jorge agora procura interessados no atacante para recuperar ao menos uma parte do seu alto investimento.

Sem recursos para seduzir o Corinthians e acertar a permanência de Pato, o São Paulo tem ganhado motivos para apostar no jogador, em alta sob o comando de Osorio. “Estou tendo aquilo que queria desde a minha volta ao Brasil: sequência de jogos. Quando isso aconteceu, sempre demonstrei o meu valor”, argumentou o atacante.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Depois da péssima passagem pelo Corinthians, Pato voltou a se destacar a serviço do São Paulo

A alegria dele com Osorio é proporcional aos elogios endereçados ao treinador são-paulino. “O Juan nos entende. Ele veio acrescentar muito ao futebol brasileiro. É um técnico bastante inteligente, que quer o nosso bem. Se a gente escutá-lo, as coisas vão acontecer”, afirmou Pato, que deu um longo abraço no colombiano após marcar o último gol do São Paulo sobre o Coritiba.

Segundo o atleta, um dos segredos para as suas boas atuações é a forma como Juan Carlos Osorio o utiliza, aberto pelo lado esquerdo do campo. “Se precisar, vou jogar de centroavante. Mas ele sabe que não serei um 9 centralizado, e sim um falso 9, como chamam”, explicou Alexandre Pato.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também