Por Gutiérrez, Corinthians pede que Boca faça pagamento ao River Plate

Em dificuldades financeiras, o Corinthians quer fazer uso de uma dívida do Boca Juniors para contratar o atacante Teófilo Gutiérrez, do arquirrival River Plate. Na prática, a ideia da diretoria é acertar a chegada do atleta colombiano sem tirar recursos de seus cofres.

O Boca deve ao clube do Parque São Jorge pelas contratações de Juan Martínez e Nicolás Lodeiro e se justifica apontando dificuldade para transferências internacionais de dinheiro. Então, em vez de pagar ao Corinthians, poderia efetuar uma operação financeira nacional, pagando ao River.

“Eles vêm justificando o não pagamento por problemas de dólar paralelo, dólar comercial, transferência de um país para outro… Então, por que não fazer uma transação direta para o River, já que estão com esse problema?”, afirmou o gerente de futebol Edu Gaspar.

AFP

Teófilo Gutiérrez disputou a Copa América com a Colômbia e está disposto a deixar o River Plate

Mesmo que esse modelo de negócio seja aprovado pelos rivais argentinos, a contratação terá outros obstáculos. O River recebeu a proposta do Corinthians, na casa dos US$ 2 milhões (cerca de R$ 6,5 milhões) por 50% dos direitos econômicos do jogador de 30 anos, e pediu mais.

“Recebemos uma contraproposta, que, nos nossos parâmetros, é difícil de viabilizar. Estou esperando o Roberto (de Andrade, presidente) para definir o que vamos fazer. Hoje, está nesse pé a situação. Sendo um clube conservador com nossa situação, vamos ver se conseguimos ou não aumentar a oferta”, disse Edu.

A tentativa é aproveitar a indisposição criada entre Gutiérrez, que tem salários a receber e deixou clara sua vontade de sair, e o River. Se a janela de transferências para a Europa for fechada e não houver acerto – o português Sporting está interessado –, os argentinos podem se ver forçados a fazer negócio com o Corinthians.

“O que posso dizer é que não será feita nenhuma loucura por esse atleta nem por nenhum outro nesse semestre”, afirmou Eduardo Ferreira, diretor adjunto de futebol. Além de esperar uma resposta do atacante Dentinho, que tenta liberação do Shakhtar Donetsk, o clube está de olho em um brasileiro que atua no futebol espanhol – onde se destacou o centroavante Jonathas, do Elche.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também