Tite se culpa por cansaço do Timão e vê vitória justa em “grande jogo”

Alguns jogadores do Corinthians deixaram o gramado pondo o cansaço como um empecilho na vitória por 2 a 0 sobre a Ponte Preta. Aliviado com o segundo gol, marcado já aos 50 minutos de um segundo tempo de ameças dos visitantes, o técnico Tite viu fundamento no comentário de seus atletas e relacionou o desgaste ao treino de quarta-feira.

“É responsabilidade minha. Ontem, a quantificação da carga que fiz atrapalhou o aspecto físico. Eu disse na palestra que isso iria interferir nos últimos 15, 20 minutos. Eu busquei um trabalho tático com intensidade maior. Felizmente, mesmo assim, tivemos construção”, afirmou, valorizando também o trabalho dos visitantes em Itaquera.

“Foi um grande jogo. Foi um primeiro tempo muito bom da nossa equipe, com triangulação, troca de passes. O gol que fizemos representa bem isso. Foram 11 finalizações no primeiro tempo, um volume muito grande. No segundo, a Ponte agrediu, liberou os laterais. Pelo segundo tempo, merecia um gol, mas o Corinthians, no todo, teve 19 ou 20 finalizações”, acrescentou.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Elias foi um dos jogadores que deixaram o confronto com a Ponte Preta reclamando de cansaço

Enxergando justiça no resultado em Itaquera, Tite aprovou especialmente o trabalho realizado por seu meio de campo. Voltando a utilizar Elias, Jadson e Renato Augusto juntos – com o técnico Bruno Henrique na cabeça da área –, apontou semelhanças com o melhor futebol apresentado pela equipe na temporada, no início do ano.

O primeiro gol deixou bastante o comandante satisfeito com seu meio-campo, justamente porque teve passe de Renato, infiltração de Elias e conclusão de Jadson – além de ótimo trabalho de pivô do atacante Vagner Love. Na etapa final, era questão de encaixar o contragolpe para matar o jogo. Custou, mas a oportunidade foi aproveitada no finalzinho. No próximo treino, os atletas terão uma carga mais leve.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também