Corinthians atropela Cruzeiro com dois de Love e protege liderança -Gazeta Esportiva.net

O Corinthians reagiu bem à semana ruim que teve, com derrota para o Santos e contusão grave de Luciano. O substituto do atacante, Vagner Love, viveu boa jornada em Itaquera e teve participação importante no triunfo alvinegro por 3 a 0 sobre o Cruzeiro.

Com dois gols do carioca, o líder do Campeonato Brasileiro chegou aos 43 pontos e se manteve quatro à frente do Atlético-MG. Chegou à oitava vitória seguida na zona leste de São Paulo, mostrando uma força que será necessária na próxima quarta, para reverter desvantagem de dois gols na Copa do Brasil.

É bem pior a situação do Cruzeiro, estacionado nos 22 pontos e perigosamente perto da zona de rebaixamento. A equipe celeste não começou mal a partida, mas acabou sucumbindo diante da maior criatividade e da maior eficiência do adversário para pôr a bola na rede.

Em um bom primeiro tempo, erros individuais dos visitantes permitiram que Vagner Love e Jadson aproveitassem sobras na área para abrir vantagem. Qualquer chance de reação foi freada logo no início da segunda etapa, em mais uma conclusão de Love, finalmente aplaudido na ZL.

love vibra djalma 1024x682 Corinthians atropela Cruzeiro com dois de Love e protege liderança  Gazeta Esportiva.net
Vagner Love viveu uma tarde de redenção na ZL (foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Líder se impõe
O Cruzeiro não foi a Itaquera limitando-se a se defender. A equipe começou a partida com uma marcação alta e teve papel importante no bom primeiro tempo visto na zona leste de São Paulo. Os donos da casa, no entanto, foram mais eficientes para criar jogadas de gol e concluí-las.

Em cinco minutos, o Corinthians já havia reclamado de um pênalti em Vagner Love e armado uma jogada de bola parada na qual a formação celeste se safou por pouco. A resposta foi a melhor jogada dos visitantes, uma tabela que deixou Leandro Damião livre na área. Ele bateu cruzado e parou em ótima defesa de Cássio.

Foi aí que Vagner Love iniciou sua jornada de alívio. Aos 16 minutos, em jogada que começou com o próprio carioca, Fábio acabou dando rebote no chute de Elias. O agora camisa 99 apareceu bem na entrada da pequena área para aproveitar a sobra e colocar a bola no ângulo esquerdo.

O Cruzeiro não acusou imediatamente o golpe e chegou a ter gol de Paulo André anulado por impedimento. Mas o Corinthians seguiu mais eficiente e esteve perto do gol em um erro de Mayke. No segundo, guardou. O lateral tentou salvar bola na lateral, aos 44, e a ofereceu a Renato Augusto, que cruzou rasteiro para Love. O atacante não conseguiu a conclusão de letra, mas Jadson surgiu no segundo pau para marcar.

Vanderlei Luxemburgo tentou ajeitar sua equipe com as entradas de Fabiano e Arrascaeta e não teve tempo de ver a possível reação. Logo aos dois minutos do segundo tempo, Malcom avançou bem pela esquerda e cruzou rasteiro no segundo pau. Love concluiu na hora certa, após a queda de Fábio.

O Corinthians buscou mais e criou chances, dando espaços para o Cruzeiro. O jogo ficou aberto apesar da larga vantagem alvinegra. Não houve, porém, mais bola na rede. Só festa dos torcedores alvinegros, que compareceram em número recorde e reconheceram a atuação de Love com muitos aplausos em sua substituição.

 

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3 X 0 CRUZEIRO

Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 23 de agosto de 2015, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Rodrigo F. Henrique Correa (RJ) e Luiz Claudio Regazone (SP)
Público: 41.380 espectadores (41.014 pagantes)
Renda: R$ 2.671.941,50
Cartões amarelos: Bruno Henrique e Gil (Corinthians); Fabrício (Cruzeiro)
Gols: Vagner Love, aos 14 minutos do primeiro tempo, Jadson, aos 44 minutos do primeiro tempo e Vagner Love, aos dois minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique (Ralf); Jadson (Matheus Pereira), Elias, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love (Danilo)
Técnico: Tite

CRUZEIRO: Fábio; Mayke (Fabiano), Manoel, Paulo André e Mena; Charles (Willian), Henrique, Fabrício e Alisson; Marquinhos (Arrascaeta) e Leandro Damião
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também