Timão vence duelo de sete gols, bate Sport no fim e vira líder provisório -Gazeta Esportiva.net

O Corinthians poderia ter tido uma vitória tranquila, na noite de quarta-feira, mas resolveu premiar o torcedor que foi a Itaquera com o sofrimento de que ele tanto gosta. Depois de abrir dois gols de vantagem sobre o Sport, a equipe precisou de um pênalti muito contestado no final para vencer por 4 a 3.

Acompanhado empolgadamente pela atriz Alessandra Negrini, o suado triunfo colocou os comandados de Tite provisoriamente na primeira colocação do Campeonato Brasileiro, com 37 pontos – um a mais do que o Atlético-MG, que recebe o Grêmio na quinta-feira. A formação pernambucana, com 30, caiu para sexto lugar.

No equilibrado primeiro tempo, Luciano abriu o placar de carrinho, e André empatou pouco depois. Já nos acréscimos, Luciano completou um escanteio e fez 2 a 1. O Corinthians não parou no segundo tempo, buscou o ataque e chegou ao terceiro gol em lançamento longo de Jadson. Samuel Xavier tentou tirar de Malcom e marcou contra.

O confronto parecia decidido, porém a aposta do técnico Eduardo Baptista em Hernane Brocador deu resultado. O centroavante aproveitou um erro do jovem Guilherme Arana, substituto do contundido Uendel, e descontou. Pouco depois, aos 31 minutos, recebeu cruzamento rasteiro da direita e se antecipou a Edu Dracena para empatar.

O Corinthians tentou se redimir dos erros partindo ao ataque. A jogada decisiva saiu dos pés de Guilherme Arana, que encarou a marcação pela esquerda e cruzou. No toque na mão de Rithely, Luiz Flávio de Oliveira – árbitro paulista cuja escalação havia sido contestada pelas duas equipes – viu pênalti. Jadson bateu no ângulo direito, aos 40 minutos, e bateu o ex-companheiro Danilo Fernandes.

00798105 1024x683 Timão vence duelo de sete gols, bate Sport no fim e vira líder provisório  Gazeta Esportiva.net
Jadson definiu em cobrança de pênalti o suado triunfo alvinegro (foto: Djalma Vassao/Gazeta Press)

Luciano conclui bem
O Corinthians começou a partida demonstrando alguma dificuldade na saída de bola, pressionada pelo Sport, mas tinha sucesso nos passes quando superava a primeira linha de marcação. A equipe ensaiou uma boa jogada pela direita logo de cara, mas Luciano, salvo pela marcação do impedimento, errou na cara do gol.

Nesse aperto estabelecido pelos visitantes, Fagner chegou a se atrapalhar e oferecer chance a Diego Souza, que chutou mal. No lance seguinte, no entanto, a bola deixou redonda o campo de defesa, com o próprio Fagner. Passou por Jadson e Elias até chegar a Luciano, que recebeu o cruzamento no segundo pau e completou de carrinho, aos 12 minutos.

Os donos da casa não puderam aproveitar a vantagem longamente. Aos 16, Fagner permitiu que Marlone recebesse um lateral com muita liberdade na esquerda e cruzasse para André marcar de cabeça. Aí, as dificuldades alvinegras se ampliaram, a ponto de o Sport ter mais posse de bola.

Danilo Fernandes fez uma defesa excepcional em chute de Jadson no ângulo esquerdo, porém o primeiro tempo caminhava para um empate. O Corinthians só conseguiu se estabelecer no campo de ataque nos minutos finais, com sua troca de passes característica, e marcou aos 46. Jadson bateu escanteio da esquerda, Bruno Henrique desviou no primeiro pau, e Luciano completou no segundo, de pé esquerdo.

00797914 1024x681 Timão vence duelo de sete gols, bate Sport no fim e vira líder provisório  Gazeta Esportiva.net
Carrinho de Luciano abriu placar, mas jogo estava longe de ser decidido (foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Parecia fácil
Por questões físicas, o time alvinegro voltou do intervalo com o jovem lateral esquerdo Guilherme Arana no lugar de Uendel. E o Corinthians esteve perto de marcar logo de cara, após escorregão de Matheus Ferraz na área. Luciano preferiu driblar o goleiro a rolar para Malcom e chutou rasteiro. Samuel Xavier salvou em cima da linha.

Os anfitriões pareciam dispostos a matar o jogo e conseguiram abrir boa vantagem aos 14 minutos. Em um lindo e longo lançamento, que fez alguns torcedores desviarem brevemente o olhar de Alessandra Negrini, Jadson achou Malcom na área nas costas de Samuel Xavier. Após o belo domínio do atacante, o lateral tentou se salvar com o carrinho e marcou contra.

Eduardo Baptista tentou reanimar o Sport com as entradas de Hernane Brocador e Régis. A equipe pernambucana não mostrava força, mas Guilherme Arana e Gil não se entenderam em uma saída de bola, aos 26. Hernane aproveitou, saiu na cara de Cássio e encobriu o goleiro com categoria.

O que parecia um jogo fácil se complicou. Disposto a explorar a inexperiência de Arana, que atuava pela primeira vez em um jogo oficial em preto e branco, o Sport passou a investir pela direita. Foi por lá, aos 31 minutos, que Diego Souza gingou e cruzou rasteiro. Hernane se antecipou a Edu Dracena, botou no canto esquerdo de Cássio e empatou.

Com o Corinthians buscando o gol da vitória, o jogo ficou aberto. Houve lances perigosos dos dois lados até Guilherme Arana se redimir, gingando pela esquerda e cruzando rasteiro. Apesar da reclamação, o pênalti visto por Luiz Flávio de Oliveira no toque de mão de Rithely permitiu à Fiel festejar. Jadson bateu no ângulo direito, aos 41, fazendo Alessandra Negrini e outros mais de 30 mil pagantes deixarem o estádio sorrindo.

00798109 1024x683 Timão vence duelo de sete gols, bate Sport no fim e vira líder provisório  Gazeta Esportiva.net
Jogo terminou com festa da Fiel e contestação dos atletas do Sport (foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 4 X 3 SPORT

Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 12 de agosto de 2015, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Público: 30.941 pagantes
Renda: R$ 1.671.129,76
Cartões amarelos: Gil (Corinthians); Samuel Xavier (Sport)
Gols:
Corinthians: Luciano, aos 12 minutos do primeiro tempo e aos 46 minutos do primeiro tempo, Samuel Xavier (contra), aos 14 minutos do segundo tempo, e Jadson, aos 41 minutos do segundo tempo
Sport: André, aos 16 minutos do primeiro tempo, e Hernane, aos 26 minutos do segundo tempo e aos 31 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Edu Dracena, Gil e Uendel (Guilherme Arana); Bruno Henrique (Ralf); Jadson, Elias, Renato Augusto e Malcom (Rildo); Luciano
Técnico: Tite

SPORT: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely, Élber (Régis) e Marlone; Diego Souza e André (Hernane)
Técnico: Eduardo Baptista

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também