Pato “se mostrou solícito a jogar em futebol legal”, diz Roberto de Andrade

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, esclareceu o teor do encontro da semana passada entre Alexandre Pato, Gilmar Veloz, Kia Joorabchian e Andrés Sanchez. A ideia do jantar foi consultar o atacante de 26 anos e facilitar sua transferência para o futebol europeu na virada do ano.

Emprestado ao São Paulo até dezembro, o jogador tem contrato com o clube do Parque São Jorge até o final de 2016, mas não voltará a vestir a camisa alvinegra. Foi por isso que, acompanhado de seu agente, conversou com Andrés, superintendente de futebol preto e branco, e com o empresário Kia Joorabchian, com bom trânsito na Europa.

“O balanço do jantar é muito simples. É muito fácil falar em vender o Pato para lá e para cá. Mas, se o jogador fala que não quer ir, é perder energia, perder tempo. A ideia foi essa. O Kia conversou com ele, e ele se mostrou solícito a jogar em um futebol legal”, afirmou Andrade, no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta.

pato djalma 1024x682 Pato “se mostrou solícito a jogar em futebol legal”, diz Roberto de Andrade
Roberto de Andrade vê Pato valorizado por passagem pelo São Paulo (foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Questionado sobre o possível destino, o presidente do Corinthians disse que “pode ser Alemanha, Itália, Inglaterra, qualquer desses centros com um futebol legal”. E, desta vez sem desvalorizar a mercadoria, botou o preço em 25 milhões de euros (cerca de R$ 109 milhões).

O valor é bem superior aos 15 milhões de euros (cerca de R$ 40 milhões, na cotação da época) pagos ao Milan no início de 2013. Com essa grana, a agremiação da zona leste paulistana adquiriu 60% dos direitos econômicos de Pato e cedeu os 40% restantes ao próprio atleta como prêmio pela assinatura de seu contrato.

O atacante e o São Paulo manifestaram um desejo mútuo de manter sua parceria, algo que parece uma realidade distante. O que o Corinthians espera é que o jogador, que fracassou retumbantemente em preto e branco, tenha se valorizado acrescentando o vermelho às vestes.

“Ele readquiriu uma confiança que conosco acabou não tendo, cresceu bastante o futebol dele. Considero hoje o Pato o melhor jogador do São Paulo, com gols e ótimas partidas”, sorriu Roberto de Andrade. “Não vamos nos esquecer de que o Pato é um grande jogador. O fato de não ter jogado no Corinthians não muda isso.”

“Carne queimada” no primeiro semestre ajuda Timão a conter euforia

As decepções colecionadas no primeiro semestre são armas usadas por Tite para evitar novo fracasso dolorido no segundo. Com oito pontos d …

 

Melhor em tudo, Corinthians iguala Fla-2009 e se vê 95% campeão

Ao fim de 31 rodadas de Campeonato Brasileiro, o Corinthians já soma os mesmos 67 pontos que fizeram do Flamengo o campeão de 2009. A equi …

 

Por Tite, presidente do Corinthians torce por Dunga na Seleção



Roberto de Andrade não gostou do cenário apresentado no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta. Diante da possibilidade de a Seleção Br …

 

Para Tite, concentração fez qualidade técnica alvinegra prevalecer

addResponsivePlayer(‘vfwbqs4p5a31zr90fj29iz3l’, ’15xqjt4697zlp1k9lw065qx6ir’, ‘hibeucnftxtp18y654u1uiin9′, ‘perfvfwbqs4p5a31zr90fj29iz3l-h …

 


Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também