Cássio não prioriza Libertadores e vê Corinthians mal em mata-mata

00829379 1024x682 Cássio não prioriza Libertadores e vê Corinthians mal em mata mata
Goleiro freou a empolgação da torcida corintiana com o torneio continental de 2016 (foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O Corinthians somou mais pontos do que os seus concorrentes em todas as competições que disputou em 2015 – foi campeão brasileiro com larga vantagem e liderou as suas chaves no Campeonato Paulista e na Copa Libertadores da América. Em fases de mata-mata, no entanto, o desempenho do time comandado por Tite foi pífio. Só eliminou a Ponte Preta e colecionou fracassos diante do modesto Guaraní, do Paraguai, e dos rivais Santos e Palmeiras.

O retrospecto fez o goleiro Cássio ficar ressabiado para a disputa da próxima Libertadores – com o título brasileiro assegurado com antecedência, as ambições para 2016 entraram em pauta no CT Joaquim Grava. “Neste ano, a gente foi mal quando disputou mata-mata. Fomos muito regulares em campeonatos longos”, observou, espontaneamente.

De qualquer forma, o goleiro não acha que o Corinthians dará atenção especial à Libertadores na próxima temporada, contrariando o que habitualmente ocorre. “Não vejo como uma obsessão. Quando o Corinthians teve mais tranquilidade na Libertadores, jogando ano a ano, foi campeão. A prioridade não será a Libertadores. Esse pode ser o torneio que dá mais visibilidade para o clube, mas, em se tratando de Corinthians, temos que procurar vencer todos”, argumentou Cássio, que ganhou visibilidade justamente no campeonato continental, em 2012.

Os jogadores do Corinthians poderão até encarar a Libertadores como o goleiro pretende, mas os torcedores com certeza tratarão a competição de maneira especial. Para não frustrá-los, o time conta com o aprendizado que teve nas etapas de mata-mata desta temporada.

“Quando você erra e vai mal, pode tirar isso como lição”, avisou Cássio, dando um exemplo de evolução. “Uma coisa legal que poderemos trazer para a Libertadores é a tranquilidade que tivemos no Brasileiro. Às vezes, é melhor sair com um empate do que se arriscar e perder. Foram esses pontinhos que também fizeram a diferença para o Corinthians ser campeão.”

Antes de pensar em ser campeão novamente em 2016, da Libertadores ou dos demais torneios, o goleiro planeja encerrar bem 2015 diante de Sport e Avaí, nos próximos domingos, e curtir as férias.

“Foi um ano de superação. Houve momentos em que fui criticado, em que até questionaram a minha titularidade, mas tive calma para superar e dar a volta por cima. Agora, vamos deixar 2016 um pouco de lado”, disse. “Vou entrar de férias mais relaxado. No ano passado, existia a pressão de termos ido para a pré-Libertadores, lembrando que fomos eliminados pelo Tolima uma vez”, concluiu Cássio, um dos heróis do título continental de 2012.


De olho em recordes, Timão se prepara para enfrentar o Sport, na Ilha do Retiro

 

Cássio reitera desejo de jogar e compreende quem quer ser poupado



Cássio provavelmente estará em campo nas duas últimas apresentações do Corinthians no ano, contra Sport e Avaí, nos próximos domi …

 

Fotos: Treino do Corinthians

 

Cássio parabeniza Ceni por fim de carreira e vê rival como exemplo

Cássio não teve a oportunidade de enfrentar Rogério Ceni no domingo, na histórica goleada por 6 a 1 que o Corinthians aplicou no São Pa …

 



Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também