Felipe dá pirueta nas críticas e confirma afirmação com título

A2819F93499 1024x683 Felipe dá pirueta nas críticas e confirma afirmação com título
Campeão brasileiro, zagueiro vive o melhor momento de sua carreira (foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

Felipe só iniciou a temporada como titular do Corinthians porque Anderson Martins retornou de forma inesperada para o El Jaish, do Catar. O veterano Edu Dracena deixou o Santos e foi contratado às pressas para solucionar a carência na zaga corintiana, porém a chance caiu mesmo nos criticados pés do jogador vindo do Bragantino no final de 2011.

Inseguro em suas primeiras oportunidades como parceiro de Gil, Felipe demorou a conquistar a confiança dos torcedores do Corinthians. Segurou-se como titular apenas porque Edu Dracena, com dificuldades para atingir a sua melhor forma física, foi ainda pior quando teve a oportunidade de jogar com mais frequência, após a queda corintiana na Copa Libertadores da América.

Foi com Felipe na zaga que o Corinthians demonstrou o seu poder de reação no segundo semestre e conquistou o Campeonato Brasileiro. De Tite, o defensor passou a ouvir ainda menos reprimendas – a maior parte delas para tomar cuidado ao comemorar gols, o que gosta de fazer com piruetas.

A2631F87256 1024x683 Felipe dá pirueta nas críticas e confirma afirmação com título
Gil não tem mais motivos para sofrer por Felipe, como ocorreu na Libertadores (foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

“Existia desconfiança de muita gente, mas recebi elogios também. A minha família me transmite força. O grupo do Corinthians me dá tranquilidade desde a minha chegada. Já filtrei várias coisas, fiz correções, fiquei mais experiente e hoje estou preparado”, bradou Felipe, na época em que começava a transformar as contestações em apoio.

A trajetória de superação se assemelha bastante com aquela vivenciada por outro zagueiro que foi vitorioso com Tite. Desacreditado nas suas primeiras temporadas no Corinthians, Leandro Castán, agora na italiana Roma, tornou-se peça fundamental do time campeão da Copa Libertadores da América de 2012.

“O Castán serve de exemplo, sim. Também digo que o Paulinho foi outro que esperou um ano para aparecer bem naquela Libertadores”, lembrou Felipe, que aprendeu a lidar com as cobranças. “Tenho que fazer a minha parte, como eles fizeram. Estou há três anos aqui, e a oportunidade chegou. Se acontecer de errar, devo manter o foco e continuar na partida, fingindo que nada aconteceu.”

A2717F90092 1024x683 Felipe dá pirueta nas críticas e confirma afirmação com título
O acrobata Felipe deu uma cambalhota nas críticas nesta temporada (foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

Felipe tem acertado mais do que errado. Com a agilidade de quem praticou os mais variados esportes – basquete, skate e vôlei – antes de se profissionalizar como zagueiro, ele já acabou com a desconfiança dos mais resistentes com uma acrobacia digna de um campeão brasileiro de futebol.


Remanescentes de 2011, Ralf e Danilo provam que ainda servem ao campeão



O Corinthians não tinha a intenção de renovar os contratos do volante Ralf e do meia Danilo. Era quase certo que os veteranos seguiri …

 

Love é paciente e conquista a Fiel com comportamento de guerreiro

https://youtu.be/UqRtCth5_do

Os torcedores do Corinthians já não têm mais dúvidas de que até Pelé se rendeu a Vagner Love. Um víde …

 

Desembarque do Timão terá segurança reforçada e torcida afastada



O Aeroporto Internacional de São Paulo, localizado em Guarulhos, anunciou na manhã desta sexta-feira que o desembarque da delegação …

 

Edílson realiza sonho de infância ao ser “campeão no maior time do Brasil”



Edílson avisou que era torcedor do Corinthians logo em sua chegada ao clube, no princípio deste ano. Onze meses depois, o lateral dire …

 



Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também