Historiador do Corinthians registra Guerrero campeão brasileiro de 2015

A2642F87670 1024x682 Historiador do Corinthians registra Guerrero campeão brasileiro de 2015
Guerrero deu adeus ao Corinthians perdendo um gol sem goleiro (foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians – 24/5/15)

Paolo Guerrero disputou duas partidas pelo Corinthians no Campeonato Brasileiro. Discreto na vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, despediu-se perdendo um gol sem goleiro no empate por 0 a 0 com o Fluminense, na terceira rodada. De acordo com o historiador Celso Unzelte – responsável pelo Almanaque do Timão, transformado em aplicativo e adotado oficialmente pelo clube –, o peruano pode colocar o hexa no currículo.

O critério adotado pelo jornalista, responsável por revirar diligentemente os 105 anos da trajetória preta e branca, é este: para ser incluído na lista de donos de um troféu, o atleta precisa ter atuado em um jogo. Assim, mesmo tendo deixado o campeão por uma proposta mais vantajosa do Flamengo – e enfrentado o próprio Corinthians –, o centroavante pode adicionar o Brasileiro de 2015 à sua lista de glórias na carreira.

“Se jogou uma partida, é campeão. Mas tem que ter uma partida jogada. Até o Matheus Pereira é”, afirmou Unzelte, à Gazeta Esportiva, referindo-se ao garoto que esteve em campo por quatro minutos e meio no fim da vitória por 3 a 0 sobre o Cruzeiro. “É campeão, é campeão.”

Dessa forma, o historiador do Corinthians também considera campeões brasileiros deste ano Fábio Santos, Petros, Emerson e Mendoza, outros que foram embora durante a competição. Não têm a mesma distinção aqueles que ainda fazem parte do elenco, mas não atuaram – caso, por exemplo, do goleiro Matheus Vidotto.

“A gente não sabe a lista de reservas de outros tempos, do amadorismo. Então, tem que ter um critério que uniformize tudo. O goleiro reserva de 1930, se não entrou, a gente não tem como saber que fazia parte do elenco. É por isso que, pelo meu critério, o Julio Cesar não tem todos esses títulos que dizem aí. Foi reserva muitas vezes. O critério é ter jogado pelo menos uma vez”, comentou Unzelte.

A2680F89014 1024x683 Historiador do Corinthians registra Guerrero campeão brasileiro de 2015
Fábio Santos foi aplaudido no adeus, mas não se considera campeão (foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians – 27/6/15)

Fábio Santos – que tem até gol importante na campanha, definindo o triunfo por 1 a 0 sobre a Chapecoense – já disse que só se sente vencedor como torcedor corintiano. Guerrero – que não marca há três meses pelo Flamengo e não fez no Brasileiro nem um quarto dos gols de seu substituto, Vagner Love – está calado faz um bom tempo e não fala sobre o assunto.

Diferentemente de Fábio Santos, o peruano não se diz mais corintiano. Na fase de lua de mel com sua nova torcida, chegou a dizer: “Não dá para confiar no Corinthians”. Dava. O time do Parque São Jorge assegurou o título com uma campanha arrasadora e antecedência de três rodadas. Guerrero é hexa.

Confira o desempenho dos campeões que partiram durante a campanha:

Guerrero: dois jogos
Emerson: três jogos
Fábio Santos: seis jogos, um gol
Petros: oito jogos
Mendoza: dez jogos, um gol


Corinthians usa 6 a 1 do Barcelona para lembrar humilhação do São Paulo



O Corinthians não se cansa de comemorar a humilhação que impôs ao São Paulo. Nesta terça-feira, o clube aproveitou que o Barcelona …

 

Veja os 10 gols mais bonitos da campanha do hexa

 

Corinthians confirma amistoso contra time de Ronaldo nos EUA



Está confirmado o amistoso do Corinthians contra o Fort Lauderdale Strikers, clube que tem Ronaldo como um de seus acionistas. A partid …

 

Corinthians se antecipa e inicia exames do elenco para 2016



O Corinthians deu início na terça-feira a exames geralmente realizados em janeiro, na pré-temporada. Campeão brasileiro com três ro …

 



Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também