Kardec revela gratidão de rivais e descarta entregar faixa de campeão

kardec Kardec revela gratidão de rivais e descarta entregar faixa de campeão
O atacante Alan Kardec pode ser titular do ataque na partida contra o Corinthians, em Itaquera (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Com moral em alta após os dois gols marcados diante do Atlético-MG, na quinta-feira, o atacante Alan Kardec revelou que até os corintianos fizeram questão de cumprimentá-lo pela noite goleadora. Devido ao triunfo do Tricolor sobre o Galo, o Corinthians pôde comemorar com três rodadas de antecedência o título do Campeonato Brasileiro, mesmo empatando por 1 a 1 com o Vasco, em São Januário.

“Alguns amigos corintianos me mandaram mensagem falando que eu ajudei diretamente no título”, comentou o atacante, mantendo o discurso usado logo após o triunfo antes os mineiros. “Mas eu acho que esse mérito é total do Corinthians em ter vencido o campeonato”, analisou.

Mesmo com a gratidão apresentada pelos alvinegros, Kardec descartou qualquer chance de entregar as faixas de campeão aos jogadores adversários no clássico deste domingo, às 17h, em Itaquera. A possibilidade foi criada após o título ser assegurado no meio de semana e alimentada até pelo presidente corintiano, Roberto de Andrade, que deixou para os são-paulinos decidirem se queriam ou não fazer a homenagem.

“Eu não tenho a mínima vontade de fazer isso”, começou o camisa 14, sempre demonstrando bastante firmeza ao ser questionado sobre o tema. “Não tenho a certeza de ter visto alguém fazer isso num clássico. Me sentiria totalmente incomodado por isso, em ter que entregar a faixa de campeão para os jogadores do Corinthians. Resumindo, essa entrega de faixas não cairia muito bem, não”, afirmou.

Na briga por uma vaga de titular da equipe, o avante acredita que tem boas chances de jogar. “Independentemente da ausência do Pato, sempre vou para uma partida pensando em jogar. Dessa vez não é diferente”, reconheceu o jogador, pedindo para os companheiros não contarem com um Timão “relaxado” pelo título nacional.

“Eles já alcançaram o objetivo deles, mas acho que eles vão vir bem, principalmente se tratando de um clássico, pós-título, estádio cheio, não vão vir relaxados, não. Não tem que ir com essa mentalidade”, pregou, colocando o duelo como algo mais importante para os tricolores do que para os alvinegros em termos de classificação.

“Sempre é importante vencer. Se nós vencermos, para o Corinthians não muda nada. Para nós, se não vencermos, podemos sair do G4. Então vamos entrar para vencer, fazer o nosso papel, mas sem pensar naquilo que se passou, sem essa de carimbar a faixa. O que ficou no passado, já foi. Tem que olhar para frente e pensar que nós temos capacidade de ganhar do Corinthians”, encerrou.


São Paulo volta aos treinos e já pensa no clássico para se manter no G-4

O São Paulo já está treinando para o clássico de domingo, contra o Corinthians. Na última rodada, a equipe entrou no G-4 e vai em busca …

 

De virada, São Paulo bate Galo no Morumbi e volta ao G4

O São Paulo venceu o Atlético-MG na noite desta quinta-feira, no Morumbi, por 4 a 2. Com gols de Michel Bastos, Luís Fabiano e dois de Al …

 

Juan Carlos Osorio, ex-técnico do Tricolor, prestigia Milton Cruz no Morumbi

Com bom público e presença do ex-treinador, Juan Carlos Osorio, no estádio, o São Paulo venceu o Atlético-MG por 4 a 2 e entrou no G-4 …

 

Presidente quer festa no clássico e descarta Pato: “Não é bagunça”



Roberto de Andrade resumiu na palavra “festa” o que espera no domingo, no clássico do campeão brasileiro Corinthians contra o São …

 



Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também