Para Ronaldo, Tite na Seleção Brasileira é apenas questão de tempo

00814414 1024x682 Para Ronaldo, Tite na Seleção Brasileira é apenas questão de tempo
Na visão de Ronaldo, Tite comandará a Seleção “mais cedo ou mais tarde” (foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Na contramão das palavras de Tite sobre recusar eventuais propostas da Seleção Brasileira para permanecer no Corinthians, Ronaldo acredita que ver o gaúcho no comando canarinho é apenas uma questão de tempo. Para o bicampeão mundial, não é de hoje que o treinador que levou o alvinegro ao hexa tem mérito para estar à frente da equipe nacional.

“O Tite vem mostrando um excelente trabalho e merece a Seleção Brasileira há muito tempo. Agora ela está ocupada com o Dunga, mas com certeza, mais cedo ou mais tarde, ele terá sua oportunidade”, avaliou o Fenômeno.

Há duas semanas, pouco antes de erguer a taça, Tite foi questionado sobre a possibilidade de deixar o Parque São Jorge rumo à CBF. Exaltando o “momento extraordinário” vivido no Timão, o comandante assegurou que não largaria o clube por nada e prometeu cumprir o contrato até o fim, em 2017.

O gaúcho, contudo, não descarta assumir o posto após a Copa do Mundo 2018, quando estará livre do vínculo alvinegro. Por ora, o treinador pediu respeito ao “ciclo Dunga” e disse ser postulante ao cargo após o Mundial. Mas não escondeu a alegria ao ver o carinho dos torcedores que, a exemplo de Ronaldo, o veem como o homem capaz de restaurar a confiança da torcida na pentacampeã do mundo.

*especial para a Gazeta Esportiva

 


Sede de confronto entre Brasil e Uruguai será decidida nesta quinta



A quinta e sexta rodadas das Eliminatórias ainda estão distantes – só acontecerão em março de 2016 -, mas as discussões em torno …

 

Sem acompanhar Seleção Brasileira, Ronaldo prega “lavagem” na CBF

A corrupção em torno da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) desmotiva até mesmo os antigos ídolos de acompanhar a canarinha dent …

 

Del Nero se esquiva das polêmicas e confia em cumprir mandato até o fim



Passados sete meses da sucessão de José Maria Marin, que trouxe o então presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF) ao poder, …

 

Chefe de segurança da CBF cai por liberar ida de pastor à concentração



Nomeado pelo ex-presidente José Maria Marin ainda em 2013, o coronel Moacyr Alcoforado perdeu o cargo de chefe de segurança da Seleç …

 



Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também