Tite cita garoto da Copinha para justificar empréstimo de Marciel

Novamente criticado por sua falta de atenção às categorias de base do Corinthians, o técnico Tite usou novos e velhos argumentos para se defender nesta sexta-feira. O gaúcho que liberou o promissor Marciel para ter o rodado Willians prometeu preencher o espaço aberto em seu elenco com outro garoto.

“Só vou dar um toque: o Maycon está jogando muito na Taça São Paulo e não temos espaço para todo o mundo”, avisou Tite, citando o capitão e artilheiro do Corinthians na atual edição da Copinha. O prata da casa atua na mesma posição de Marciel e será promovido a profissional após a participação do Corinthians no torneio.

00833944 1024x682 Tite cita garoto da Copinha para justificar empréstimo de Marciel
Maycon será profissionalizado após a Copa São Paulo (foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Para colaborar com o seu discurso, Tite recorreu a um exemplo ao qual já havia se apegado em 2015, quando relutou em resolver com novatos as carências do Corinthians que perdera Paolo Guerrero e Emerson. “Que façam um pouquinho de relação com todo o meu passado, com o Taison”, afirmou, sobre um dos poucos jovens em quem apostou em sua trajetória. O hoje atacante do Shakhtar Donetsk foi lançado pelo Internacional há quase uma década.

Em 2015, no entanto, Tite se viu sem opções a ponto de dar espaço a antigos companheiros de categorias de base do volante Marciel. Na lateral esquerda, como o Corinthians vendera Fábio Santos e não faria novos investimentos, Guilherme Arana foi chamado às pressas de volta de empréstimo para o Atlético-PR e virou peça importante na conquista do Campeonato Brasileiro. Assim como o atacante Malcom, profissionalizado por Mano Menezes.

“O Arana e o Malcom foram campeões com 18 anos. Isso nunca tinha acontecido na história, a não ser com o Santos de 2001. Por isso, é preciso ter muito cuidado com essas observações”, pediu.

Tite ainda lembrou que a trajetória de Marciel no Corinthians poderá não ter sido encerrada. Com contrato válido até 10 de março de 2018, o meio-campista do Cruzeiro foi emprestado apenas até o final do ano. O problema é que o valor para a compra de seus direitos econômicos já está fixado – e o clube mineiro considera a quantia acessível.

“O Yago saiu do Corinthians (passou pelo Bragantino), amadureceu e voltou melhor. Pensamos isso também em relação ao Marciel”, garantiu o admirador do futebol de Willians, ciente de que pode não ter sido tão convincente. “Não vou agradar a todo o mundo. Não dá para fazer mágica.”


Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também