Após quase deixar o Timão, Cássio se diz feliz, mas não descarta saída

00853216 Após quase deixar o Timão, Cássio se diz feliz, mas não descarta saída
Em janeiro, Cássio quase deixou o Corinthians para ir para o Besiktas, mas a negociação não se concretizou (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Cássio esteve muito perto de deixar o Corinthians. Em janeiro, o goleiro recebeu proposta do Besiktas, da Turquia, e a transação estava praticamente concluída, mas o Timão não aceitou a proposta feita pelos turcos e segurou o goleiro. Agora, após o fracasso na negociação, o arqueiro se diz feliz no Alvinegro, mas não descarta uma saída do clube.

“Tenho contrato longo com o Corinthians e espero cumprir, mas você nunca sabe. Quase fui embora agora no começo do ano. O tempo que eu ficar no Corinthians espero fazer o melhor e isso significa ganhar títulos. Tenho conseguido alcançar marcas e acho que, dos goleiros do Corinthians, eu sou um dos que mais ganhou títulos como titular e, se eu conseguir ser campeão de novo, chegarei em outro objetivo”, disse o goleiro.

Cássio esteve em um evento promovido pelo Timão no Parque São Jorge, nesta segunda-feira. O clube transformou o ginásio esportivo Bernardão em uma festa para cerca de 300 crianças carentes, que receberam ovos de páscoa das mãos do goleiro, muito assediado pelos garotos. Após a participação, o camisa um admitiu que este tipo de carinho pode pesar em uma decisão futura de deixar o clube.

“Esse carinho entra em consideração sim. Aqui tenho um ambiente ótimo, conheço todo mundo no clube. A gente sempre pensa: ‘Poxa ano passado estava muito bom, como será esse ano?’ E é ainda melhor. Os profissionais que o Corinthians contrata são de grande caráter e quando você começa a ver essas coisas, coloca na balança… estou feliz aqui”, completou Cássio.

Nesta temporada, o goleiro chegou a perder alguns jogos por contusão, sendo substituído pelo garoto Matheus Vidotto. Por fim, usando do bom humor, o goleiro deixou claro que os problemas físicos ficaram no passado e que não quer mais saber de ficar de fora da equipe.

“As vezes que não joguei, foi porque o Tite não colocou (risos). Eu quero jogar sempre. Pro goleiro é importante essa sequência para ir evoluindo e crescendo. Não temos o desgaste que os jogadores de linha têm, mas não pretendo ficar de fora de mais nenhuma partida”, finalizou.

*Especial para a Gazeta Esportiva


Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também