Corinthians supera Santa Fe por placar mínimo e fica em boa situação

00848250 1024x682 Corinthians supera Santa Fe por placar mínimo e fica em boa situação
Guilherme vibrou muito ao definir placar que tem sido recorrente para o Corinthians (foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O Corinthians deu sequência a seu bom início de campanha na Copa Libertadores. A equipe alvinegra retomou a liderança do Grupo 8 ao repetir o placar da estreia. Guilherme, de cabeça, definiu a vitória por 1 a 0 sobre o Santa Fe, na noite de quarta-feira, em Itaquera.

Os seis pontos alcançados deixaram a formação alvinegra com sua situação bem encaminhada na chave. Está à frente de Cerro Porteño (4), Santa Fe (1) e Cobresal (0). Seu próximo compromisso na competição sul-americana está marcado para 9 de março, contra o Cerro, em Assunção.

Os comandados de Tite encontraram dificuldade para construir o resultado. Mantiveram a posse de bola na maior parte do primeiro tempo, mas erraram passes demais. O gol acabou saindo aos 19 minutos da etapa final, em jogada bem construída por Fagner e Rodriguinho.

Placar magro, pontuação gorda
O Corinthians começou a partida de maneira agressiva, buscando o ataque e pressionando a saída de bola do adversário. A equipe conseguiu se estabelecer com a posse, embora esbarrasse com frequência em erros de passe – Bruno Henrique liderava as falhas nesse quesito.

Quando encaixavam toques precisos em sequência, os alvinegros chegavam com perigo. Foi assim em bola que chegou a Guilherme na direita e foi cruzada. Lucca escorou, mas André não alcançou. Pouco depois, André apertou a saída e ajudou Giovanni Augusto a sair na cara do gol. O goleiro foi encoberto, e Balanta salvou quase na linha.

Na parte final do primeiro tempo, o Santa Fe conseguiu desacelerar o jogo e ficar mais com a bola. Os visitantes estiveram perto do gol em chute de fora da área de Gómez, desviado em Felipe. Cássio mostrou excelente reação e manteve o placar zerado até o intervalo.

A volta do intervalo não foi boa para o Corinthians, que permitiu cabeceio livre de Ibarguen por cima do gol. Do outro lado, Giovanni Augusto e Guilherme tramaram bem para deixar Lucca em boas condições para concluir. Ele bateu como tem feito com frequência: longe.

Se não encontrava um bom ritmo, o time alvinegro tinha suas melhores jogadas pela direita, com Fagner. Aos 19 minutos, o lateral viu a passagem de Rodriguinho, que protegeu na linha de fundo e cruzou. Livre no segundo pau, Guilherme balançou a rede de cabeça e comemorou muito.

Aí, o Santa Fe precisou ser mais agressivo e passou a ser perigoso naquela que é uma de de suas grandes armas, a bola alta. Abriu-se o espaço para o jogo ser matado no contra-ataque. Entraram Danilo, Willians e Edílson, e a formação preta e branca fez o suficiente para proteger sua vantagem.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 SANTA FE

Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 2 de março de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Mauro Vigliano (ARG)
Assistentes: Juan Belatti (ARG) e Cristian Navarro (ARG)
Público: 39.246 espectadores (38.818 pagantes)
Renda: R$ 2.438.460,00
Cartões amarelos: Fagner (Corinthians); Gordillo (Santa Fe)
Gol: Guilherme, aos 19 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique (Edílson), Giovanni Augusto, Rodriguinho, Guilherme (Willians) e Lucca; André (Danilo)
Técnico: Tite

SANTA FE: Zapata; Otálvaro (Soto), Mina, Tesillo e Balanta; Perlaza, Gordillo, Roa (Rivas), Gómez (Otero) e Seijas; Ibarguen
Técnico: Gerardo Pelusso


Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também