Edílson e Balbuena têm reações diferentes a primeiro gol pelo Timão

00852585 1024x682 Edílson e Balbuena têm reações diferentes a primeiro gol pelo Timão
Edílson contou com desvio em chute de fora da área e vibrou muito (foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O recém-chegado zagueiro Balbuena marcou, na vitória por 4 a 0 sobre o Linense, seu primeiro gol com a camisa do Corinthians. Edílson, que está no clube há mais de um ano, também. Por causa espera de 41 jogos, o segundo vibrou bem mais do que o paraguaio pela bola colocada na rede.

“Eu me cobrava muito por isso aí. Tomara que tenha sido o primeiro de muitos. Apesar de ser lateral, eu sempre me acostumei a fazer gols. Estava triste. Agora, fico feliz pelo rendimento individual e pelo coletivo também. A equipe se entregou”, afirmou o paranaense.

Edílson já havia marcado em Itaquera, na segunda partida oficial do estádio. Pelo Botafogo, em 2014, ele superou o goleiro Cássio aos 41 minutos do segundo tempo, definiu o empate por 1 a 1 e impediu a primeira vitória do Corinthians em sua casa nova. “Verdade. Mas aquele gol é passado. Tomara que esse seja o primeiro de muitos.”

00852536 360x239 Edílson e Balbuena têm reações diferentes a primeiro gol pelo Timão
Balbuena preferiu saudar Fiel a homenagear mulher (foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Balbuena não estava vão efusivo. Elogiado por mais uma boa atuação, o paraguaio subiu muito bem e cabeceou a bola na direção do chão para deixar a vantagem alvinegra em dois gols. Ela quicou e entrou no ângulo direito de Oliveira, sem chances de defesa.

“Acho que cabeceei com a orelha. O importante foi que o time fez uma boa partida. O gol é secundário”, disse o beque, que bateu continência na direção da arquibancada em sua comemoração. “Foi um cumprimento à torcida. Minha esposa está grávida. Acho que tinha que colocar a bola na barriga”, divertiu-se.


Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também