Giovanni Augusto vê com “bons olhos” empate no Paraguai

00849844 Giovanni Augusto vê com “bons olhos” empate no Paraguai
Giovanni Augusto já ganhou até a simpatia da torcida, sendo um dos mais assediados no embarque para o Paraguai (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

De olho em pelo menos um ponto fora de seus domínios, o Corinthians já está no Paraguai para encarar o Cerro Porteño, nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no estádio Defensores del Chaco, em partida válida pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Líder da sua chave, o Alvinegro não esconde que uma igualdade em território estrangeiro ficaria de bom tamanho.

“O mais importante de tudo é não perder, empate com certeza é muito bem visto”, comentou o meia Giovanni Augusto, que descansou na partida contra o Santos, no final de semana, para chegar 100% fisicamente no embate em Assunção, considerado mais importante pelo técnico Tite. “Vamos jogar para vencer, mas um ponto seria importante, não tem como negar”, continuou o armador.

Apesar de ressaltar a importância do embate pela Libertadores, competição na qual o Timão tem duas vitórias em dois jogos, Giovanni reconheceu que os jogadores não esperavam uma atuação tão ruim no clássico da Vila Belmiro. O duelo, vencido pelo Peixe por 2 a 0, com dois gols de Ricardo Oliveira, marcou a primeira derrota dos corintianos em jogos oficiais na temporada.

“Atrapalha um pouco os nossos planos porque não é bom perder clássico, sempre disputado, duelo que a torcida gosta. Mas é vida que segue, já faz parte do passado. Não podemos deixar que isso influencie de alguma forma no jogo de amanhã (quarta-feira)”, apontou o jogador.

Com um gol marcado em sete jogos disputados, o armador, contratação mais cara desta temporada (R$ 14 milhões) agradou tanto o técnico Tite que já roubou a posição de titular do paraguaio Romero, artilheiro do clube no ano com quatro gols marcados.


Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também