Giovanni Augusto vê “time guerreiro” apesar de primeira derrota

000 Mvd67531861 1024x704 Giovanni Augusto vê “time guerreiro” apesar de primeira derrota
Giovanni Augusto teve um bom desempenho no Defensores del Chaco (foto: AFP)

Derrotado no fim de semana pelo Santos – poupando jogadores no Campeonato Paulista –, o Corinthians teve sua invencibilidade derrubada também na Copa Libertadores. O time terminou a partida contra o Cerro Porteño com nove jogadores em campo e perdeu por 3 a 2, mas Giovanni Augusto viu pontos positivos.

“O time foi guerreiro, lutou. Tivemos o controle da maior parte do jogo. Depois que nossa equipe ficou com dois jogadores a menos, ficou muito difícil. Mas tem um lado forte nisso tudo: vai servir para nos unir, focar mais ainda”, afirmou o meia ao Fox Sports.

De longe o melhor atleta alvinegro em Assunção, o camisa 17 procurou dar força aos que foram expulsos. André levou dois questionáveis cartões amarelos em disputas pelo alto. Rigorosíssimo com os visitantes, o peruano Diego Haro advertiu Rodriguinho por reclamação e o expulsou por carrinho.

“Precisamos dessa união. Depois das expulsões, nós jogamos pelo André, pelo Rodriguinho, jogadores que nos ajudaram bastante. Não tem que baixar a cabeça, tem muita coisa pela frente. Vamos ver o que a gente fez de positivo e de negativo para ir bem no próximo jogo”, comentou Giovanni.

Na Libertadores, o próximo compromisso está marcado para quarta-feira: novo duelo com o Cerro Porteño, este em Itaquera. O Corinthians precisa vencer os paraguaios para retomar a liderança e se manter à frente do Santa Fe, que está vivo na briga pela classificação às oitavas de final.


Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também