Invicto contra o Botafogo há 25 anos, Timão volta a palco de título

00150075 Invicto contra o Botafogo há 25 anos, Timão volta a palco de título
Após despachar o Botafogo no interior, Timão confirmou título de 2001 no Morumbi (Foto:Acervo/Gazeta Press)

Se dentro de campo o elenco tenta não se abalar com a série de dois tropeços seguidos, resultado que não acontecia há nove meses, fora das quatro linhas o Corinthians tem tabus a seu favor para o jogo deste domingo: desde o estadual de 1991 o Alvinegro não perde para o Botafogo-SP, e ainda goza de vantagem no confronto direto em Ribeirão Preto (SP).

O estádio Santa Cruz, inclusive, traz boas recordações ao Timão. Em 2001, novamente sob comando de Vanderlei Luxemburgo – que à época voltou da Seleção e retomou o trabalho no Corinthians -, a equipe encaminhou o título estadual ao vencer a primeira partida da final por 3 a 0. Marcelinho Carioca, em tarde inspirada, marcou dois – um golaço de falta – e o zagueiro João Carlos, de cabeça, deu números finais ao jogo.

Daquele Botafogo-SP vice-campeão com o técnico Lori Sandri, o Corinthians aproveitou o goleiro Doni, contratado logo após o estadual, e o atacante Leandro, que também vestiu a camisa alvinegra e formou dupla de ataque com Gil no título paulista de 2003.

Foi no estádio também que, em 1995, venceu o rival Palmeiras na final, com um gol na prorrogação marcado por Elivélton, e faturou o caneco. Em 2015, a Gazeta Esportiva lembrou o ex-atacante em entrevista para comemorar os 20 anos daquele título paulista, que teve em Elivélton o herói improvável.

Nos 31 jogos que foi visitante contra o Botafogo, no Santa Cruz, o Corinthians conseguiu desempenho satisfatório. São 12 vitórias e 12 empates, contra sete vitórias do Botafogo. Mesmo se considerados os jogos no estádio Luis Pereira, antiga casa do clube de Ribeirão Preto, o Timão mantém a vantagem – 14 vitórias e 21 empates, contra sete vitórias dos donos da casa.

Mais em 1991 o Corinthians, que terminou como vice-campeão daquela edição, foi surpreendido. Em 14 de agosto, o Timão não contou com o camisa 10 Neto, ainda suspenso em razão da cuspida no árbitro José Aparecido de Oliveira, e perdeu por 1 a 0 jogando no Santa Cruz. O resultado quebrou uma série de sete derrotas seguidas do Botafogo.

A História ainda brinda o confronto com mais uma coincidência. Em 2 de dezembro de 1967, foi justamente o Corinthians o último adversário do Botafogo jogando no Luis Pereira, conhecido também como Vila Tibério. A partida terminou em 3 a 0 para os paulistanos, uma das 43 vitórias do Timão contra o Botafogo levando em conta o histórico total de confrontos.


Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também