Timão testa invencibilidade e boa fase contra o Santa Fe em Itaquera

cassio Timão testa invencibilidade e boa fase contra o Santa Fe em Itaquera
O goleiro Cássio é a única novidade na equipe com relação àquela que derrotou o Oeste por 1 a 0 no final de semana (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O Corinthians vive um começo de ano bem melhor que os prognósticos apresentavam na pré-temporada, líder do seu grupo no Campeonato Paulista e invicto em partidas oficiais no ano. Nesta quarta-feira, porém, tem talvez o jogo mais emblemático para o seu torcedor, diante do Santa Fe, às 21h45 (de Brasília), no estádio de Itaquera, pela segunda rodada da Taça Libertadores da América, colocando à prova seu ótimo retrospecto.

Atual campeão da Sul-Americana, o time colombiano é considerado pelos próprios corintianos como o mais forte da chave, talvez o adversário mais complicado pela frente nestes primeiros jogos, ao lado do clássico disputado contra o São Paulo. Incomodados com as avaliações de que só vencem no final dos jogos e as críticas ao futebol apresentado nas rodadas iniciais, os atletas querem aproveitar essa chance para mostrar que a sorte não é o principal fator para os triunfos.

“Não importa o tempo, o importante é que estamos conseguindo os resultados. Não importa se é no último minuto ou não”, explicou o meia Rodriguinho, que fará a função de Elias no embate após ser o autor do gol da vitória por 1 a 0 sobre o Oeste, no último minuto do jogo, no final de semana. A única mudança com relação a essa partida, por sinal, está no retorno do goleiro Cássio, que recuperou-se de um estiramento muscular na coxa direita.

“A gente está invicto, mas todo mundo só diz que a gente ganha no final. A equipe está jogando bem. Se a gente conseguir um placar mais elástico, aproveitando melhor as chances, podemos melhorar isso. Vai ser difícil, porque não temos muito tempo para treinar. Criamos bastante e pecamos nas finalizações”, continuou o meio-campista.

A responsabilidade do Timão pela vitória cresceu com os resultados obtidos pelo Cerro Porteño, que arrancou um empate sem gols ante os próprios colombianos na primeira rodada e depois venceu o Cobresal, na semana passada, chegando à liderança da chave, com quatro pontos.

Sendo assim, o Alvinegro precisa de ao menos um ponto dentro dos seus domínios para continuar na zona de classificação antes dos dois duelos contra o próprio Cerro, marcados para os dias 9 e 16. Por isso, quer paciência daqueles que forem acompanhar o jogo. “Vai ser um time difícil, cascudo. Precisamos que a torcida entenda isso”, pediu o técnico Tite.

Do outro lado, os visitantes querem recuperar os pontos perdidos na estreia, quando foram bastante superiores ao Cerro Porteño, mas não conseguiram converter em gols as chances criadas. Entusiasmada com o bom momento e o aniversário de 75 anos de vida do clube, 7.500 torcedores acompanharam o elenco em caravana antes da viagem a São Paulo, buscando dar força aos atletas.

Ciente da responsabilidade e mesmo admitindo não conhecer muito os jogadores do Corinthians, o atacante Ibarguen pediu todo cuidado aos seus companheiros. “Sabemos que os times brasileiros sempre têm três ou quatro jogadores que fazem a diferença. Precisamos estar atentos a eles para evitar que nos causem problemas”, avaliou.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X SANTA FE

Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 2 de março de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Mauro Vigliano (Argentina)
Assistentes: Juan Belatti e Cristian Navarro (ambos da Argentina)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique, Giovanni Augusto, Rodriguinho, Guilherme e Lucca; André
Técnico: Tite

SANTA FE: Zapata; Otalvaro, Mina, Tesillo e Balanta; Seijas, Gordillo, Roa, Perlazza e Gomez; Ibarguen
Técnico: Gerardo Pelusso



Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também