Tite diz que Lava Jato está fora de sua alçada e evita assunto

00853497 1024x682 Tite diz que Lava Jato está fora de sua alçada e evita assunto
Trabalho “dentro do campo” é o que interessa ao técnico do Corinthians (foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Porta-voz do Corinthians após o treino de terça-feira, Tite foi logo questionado em sua entrevista sobre os últimos desdobramentos da Operação Lava Jato, que investiga esquema de desvio de dinheiro envolvendo a Petrobras e empreiteiras. Uma dessas empreiteiras é a Odebrecht, responsável pela construção do estádio do clube, e há suspeita de irregularidades.

“Eu concordo em responder uma vez uma pergunta a esse respeito. Peço a vocês o respeito de perguntarem as coisas pertinentes ao meu trabalho, as coisas que tenho a dignidade de fazer”, disse o treinador, ao fim de um dia agitado que teve até prisão do vice-presidente alvinegro, André Luiz de Oliveira, por porte ilegal de arma.

Popularmente conhecido como André Negão, o dirigente foi obrigado a depor na nova fase da Lava Jato por um suposto esquema de propina ligado ao erguimento da arena da zona leste de São Paulo. A suspeita de que teria recebido R$ 500 mil foi negada por Oliveira, que acabou detido por ter armas com o registro vencido. Com o pagamento de fiança de R$ 5 mil, foi liberado.

Tite, compreensivelmente, não teceu maiores comentários sobre o assunto. “O melhor que posso dar ao Corinthians é no departamento de futebol, fazendo um trabalho que dê ao Corinthians o devido valor. Não tenho uma gama de conhecimentos para fazer avaliação disso. Para isso, existem foros competentes.”

De acordo com o gaúcho, não houve necessidade de abordar o tema com os atletas, que se preparam para enfrentar o São Bernardo, na noite de quarta-feira, no ABC. “Quando a gente fala para não pensar em algo, automaticamente está induzindo a pessoa a pensar. O que queremos é fazer o trabalho dentro de campo bem feito”, concluiu.


Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também