Uendel vê viagem mais tranquila à Colômbia: “Podemos até perder”

A vitória por 2 a 0 sobre o Cerro Porteño, na noite de quarta-feira, tranquilizou o elenco do Corinthians. Agora na liderança do grupo 8 da Copa Libertadores da América, com 9 pontos ganhos – o adversário paraguaio e o colombiano Independiente Santa Fe têm 7 cada –, o time de Tite minimizou a sua preocupação com a próxima rodada.

“Encaramos o jogo com o Cerro como se fosse uma final porque sabíamos que seria importante em termos de classificação. Agora, temos a condição de definir a vaga em casa (contra o chileno Cobresal, na última rodada) independentemente do nosso resultado contra o Santa Fe. Podemos até perder na Colômbia”, avaliou o lateral esquerdo Uendel.

00852125 1024x682 Uendel vê viagem mais tranquila à Colômbia: “Podemos até perder”
Uendel considera a vantagem de dois pontos cômoda para o Corinthians (foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Uma derrota em Bogotá, no entanto, poderá fazer o Corinthians cair para a terceira posição da sua chave, já que o Santa Fe chegaria aos 10 pontos ganhos – número que o Cerro também alcançará se bater o lanterna Cobresal fora de casa.

“Mas também podemos jogar por dois resultados iguais”, contrapôs Uendel. “A vitória desta semana nos deu uma margem muito boa em relação ao Cerro e ao Santa Fe. Eles empataram quando se enfrentaram e perderam dois pontos aí. Por isso, podemos não nos expor tanto na Colômbia e explorar os espaços que nos oferecerem”, calculou.

Também contente com a vitória tranquila diante do Cerro, o goleiro Cássio preferiu evitar o excesso de comodismo ao projetar a rodada seguinte do grupo 8. “Será complicado porque a torcida lá ferve, enche o estádio. Mas o intuito continuará sendo buscar os três pontos. Não é por ser um jogo fora de casa que isso mudará”, avisou.

Embora a maior parte dos comandados de Tite ache melhor priorizar o Campeonato Paulista momentaneamente, uma vez que ainda há tempo até as definições das vagas nas oitavas de final da Libertadores, existe quem já vislumbre o compromisso contra o Cobresal.

“A vitória em cima do Cerro Porteño nos deu uma vantagem boa, que nos ajudará a ter uma postura diferente em casa”, avisou o zagueiro Felipe, de olho na rodada derradeira da chave. “Agora mesmo, já colocamos um volume grande em cima do Cerro, que criou poucas chances. Poderíamos ter finalizado mais, mas 2 a 0 está de bom tamanho”, sorriu.


Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também