Vice do Corinthians paga fiança de R$ 5 mil e deixa prisão em São Paulo

A2512F82382 1024x667 Vice do Corinthians paga fiança de R$ 5 mil e deixa prisão em São Paulo
André Luiz Oliveira, à esquerda, é o vice-presidente da administração Roberto de Andrade (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

O vice-presidente de futebol do Corinthians, André Luiz Oliveira, o André Negão, pagou uma fiança de R$ 5 mil para deixar a prisão na tarde dessa terça-feira, em São Paulo. Ele havia sido levado para depor coercitivamente após ter seu nome citado na 26ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Xepa. Agentes federais que faziam buscas na casa de Oliveira, no Tatuapé, encontraram duas pistolas com licença vencida e prenderam o dirigente em flagrante.

“A Lava Jato não me acusa de nada, nunca recebi nada. Fui perguntado e disse que não recebi. Não tenha nada a ver com isso. A Arena Corinthians não foi citada em nenhum momento”, declarou Oliveira aos jornalistas, após ser liberado pela polícia. O dirigente corintiano confirmou que as pistolas encontradas pelos agentes federais estavam em seu nome. “Só que tinha muito tempo que elas estavam lá e eu não renovei [o registro do porte de armas]”, explicou.

A 26ª fase da Lava Jato foi deflagrada na manhã dessa terça-feira e teve como alvo o pagamento de propinas pela construtora Odebrecht em obras federais e estaduais, entre elas a Arena de Itaquera. Investigadores apontam que a construção do estádio corintiano foi viabilizada mediante subornos pagos pela empreiteira. Entre os destinatários estaria Oliveira, suspeito de ter recebido R$ 500 mil em propinas, segundo os investigadores.

Após a prisão do vice-presidente, o Corinthians emitiu uma nota dizendo que está apurando internamente quaisquer irregularidades que possam ter lesado a instituição alvinegra.


Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também